Presidente do TCU orienta gestores a agirem preventivamente ao prestar contas sobre gastos com o coronavírus

Em reunião com parlamentares, presidente do órgão disse que o tribunal pode ser parceiro, caso informado antes sobre ações

 

Por Felipe Moura/ Agência Brasil 61

 

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu 29 frentes para acompanhar os gastos dos gestores para combater a pandemia do novo coronavírus. Segundo o presidente do órgão, José Múcio Monteiro, a orientação para governadores e prefeitos é que ajam preventivamente, informando ao tribunal o que está sendo feito.

Monteiro se reuniu com deputados e senadores nesta quinta-feira (18). No encontro, os parlamentares da comissão mista que acompanha as ações de enfrentamento à Covid-19 se mostraram preocupados. O temor deles é de que os gestores gastem mais recursos e sejam acusados pelos órgãos de controle posteriormente.

Alguns parlamentares pediram que o TCU atue exigindo mais planejamento dos gestores para que os gastos sejam bem feitos. Ao todo, o tribunal abriu 62 processos durante a pandemia, que buscam apurar irregularidades.

Foto de Capa: Agência Brasil.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,