Produção de algodão aumenta 8,8% em relação à safra anterior

Por: CONAB

 

Segundo maior cotonicultor nacional, a Bahia deverá produzir 551,2 mil toneladas da pluma de algodão na safra 2021/2022. Os dados são do 5º Levantamento da Safra de Grãos 2021/22, publicado pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab). A área cultivada para esta safra está em 290,6 mil hectares – um aumento de 9% em relação ao ciclo anterior –, com produtividade média estimada de 1.897 kg/ha. O centro-sul e o extremo oeste baianos são as principais regiões produtoras no estado.

Na região do extremo oeste, espera-se um aumento da área plantada mais expressivo, principalmente pela retomada das áreas cultivadas antes da retração provocada pela pandemia. As lavouras estão em fase inicial de desenvolvimento (germinação e desenvolvimento vegetativo) e o plantio ainda não foi finalizado. Os produtores aplicam alta tecnologia, com intenso uso de fertilizantes e defensivos, obtendo-se as mais altas produtividades do país. Estima-se que a comercialização da produção ultrapassou 90% da safra 2020/2. No atual ciclo, o índice de venda já se encontra em 70% do produto a ser colhido, com a arroba da pluma cotada a R $210.

Já na região centro-sul, a semeadura está finalizada. As chuvas de dezembro afetaram o desenvolvimento vegetativo inicial da lavoura. Em contrapartida, as precipitações possibilitaram uma reserva de água no solo que, combinado com as boas condições climáticas atuais, favorecem a cultura.

 

Foto da capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,