Produção industrial cresce no mês de maio

A subida acabou por interromper uma queda que já durava três meses consecutivos, quando acumulou perda de 4,7%

Por: Janary Bastos Damacena/Brasikl61

A produção industrial nacional avançou 1,4% no mês de maio deste ano, em comparação ao mês anterior. Isso interrompeu uma queda que já durava três meses consecutivos, quando acumulou perda de 4,7%. Se compararmos ao mês de maio de 2020, o crescimento foi ainda maior: 24,0%, sendo a nona taxa positiva consecutiva e a segunda mais elevada da série histórica.

Esse avanço foi acompanhado por duas das quatro grandes categorias econômicas e 15 dos 26 ramos pesquisados. As influências positivas mais significativas vieram de produtos alimentícios, com 2,9%; produtos derivados do petróleo e biocombustíveis, com 3,0%; e por indústrias extrativas, que subiram 2,0%.

Por outro lado, entre as dez atividades em queda, os principais impactos negativos foram de produtos de borracha e de material plástico (-3,8%); máquinas e equipamentos (-1,8%); e produtos têxteis (-6,1%), que acumula perda de 26,5% em cinco meses seguidos de quedas.

Foto de capa: Dziana Hasanbekava (Pexels)

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,