Produtores rurais poderão renegociar e prorrogar pagamento de crédito

Por Agência do Rádio Mais

 

Em meio às dificuldades financeiras causadas pela quarentena do coronavírus, o Governo Federal atuou para socorrer os produtores rurais afetados pela quarentena e a estiagem das chuvas. O Conselho Monetário Nacional (CMN) oficializou o pacote de ajuda econômica com diversas ações, entre elas a prorrogação de dívidas de custeio e investimento e a criação de linhas de crédito emergenciais.

As dívidas de custeio e investimento foram prorrogadas para o dia 15 de agosto de 2020. A medida vale para as parcelas, vencidas ou não, referentes ao período de 1º de janeiro de 2020 a 14 de agosto de 2020. Produtores rurais, agricultores familiares e cooperativas de produção agropecuária que tiveram prejuízo na comercialização da produção pela Covid-19, também estão inclusos.

Foi aberta ainda uma linha de crédito emergencial de custeio de até R$ 20 mil por pessoa para produtores do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Sobre os encargos financeiros, a taxa de juros é de 4,6% ao ano com prazo de pagamento de até 36 meses, incluídos até 12 meses de carência. A data limite para contratação é 30 de junho de 2020. O médio produtor rural do Pronamp também terá uma linha de crédito emergencial de custeio de até R$ 40 mil. A carência será a mesma, mas os juros podem ir a 6% ao ano.

 

Foto de Capa: Divulgação/ Agência do Rádio Mais.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,