Skip to content
77 3441-7081 — [email protected]

Projeto aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura garante recursos para tratamento de câncer em crianças e adolescentes

Por Karoline Avila

LOC: Oferecer assistência a crianças e adolescentes carentes diagnosticados com câncer, por meio do cuidado integral, além de prepará-los para seguir com as atividades cotidianas após a doença. Esta é a missão da Tucca, a Associação para Crianças e Adolescentes com Câncer. Criada em 1998, em São Paulo, a associação já atendeu três mil e 500 famílias, em 145 mil consultas. Por ano, a Tucca oferece 10 mil sessões de quimioterapia, 85 mil refeições, 700 cestas básicas e mais de mil e novecentas viagens para transportar pacientes e acompanhantes. A ideia é garantir a assiduidade das famílias ao centro de oncologia pediátrica.

Com foco no tratamento multidisciplinar, entre outras atividades, a Tucca oferece mil horas de aula de artes às crianças e jovens atendidos. E um dos mecanismos para garantir recursos e dar sustentabilidade aos serviços oferecidos aos pacientes também vem da arte: é o Tucca Música pela Cura.

Desde 2000, o projeto realiza duas séries musicais, que encantam ouvintes de todas as gerações. Os concertos são realizados na Sala São Paulo, na capital paulista, uma das melhores salas de concertos do mundo. Toda a renda da bilheteria é destinada ao tratamento das crianças e dos adolescentes atendidos pela Tucca, em parceria com o Hospital Santa Marcelina. O presidente da instituição, o médico especialista em oncologia pediátrica Sidnei Epelman, fala sobre a importância do projeto.

SONORA PRESIDENTE DA TUCCA — MÉDICO SIDNEI EPELMAN

LOC: O Tucca Música pela Cura conta com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cidadania. Em 2019, o projeto captou cinco milhões e quatrocentos mil reais com patrocinadores, dos sete milhões e seiscentos mil autorizados a captar por meio do incentivo. Desde 2000, são mais de 32 milhões de reais captados e revertidos ao cuidado infanto-juvenil.

Uma das centenas de crianças já beneficiadas pela Tucca foi a filha de Edinaldo Fernandes. Ele recorda bem da aflição ao saber que Cleia, com cinco anos, precisava de tratamento para curar um tipo de câncer chamado de glioma nas vias ópticas. Hoje, dois anos depois, com a filha curada, ele agradece o acolhimento da instituição.

SONORA EDINALDO FERANDES – PAI DE CRIANÇA EM TRATAMENTO

LOC: Para o secretário especial da Cultura do Ministério da Cidadania, José Paulo Martins, o mecanismo do incentivo fiscal é de extrema importância por também possibilitar relevantes benefícios sociais, além dos ganhos econômicos da cadeia produtiva do setor cultural.

SONORA JOSÉ MARTINS – SECRETÁRIO ADJUNTO DA CULTURA

LOC: Para saber mais sobre o fomento à cultura no Brasil, acesse: leideincentivoacultura.cultura.gov.br.

Jornal do Sudoeste

Categorias
Scroll To Top