Brumado: Rejeitado pela população nas urnas, vereador quer “ser eleito” pela Justiça

Por Redação

([email protected]com)

 

Rejeitado pelo eleitorado brumadense nas urnas do último dia 15 de novembro, quando ficou em 18º lugar entre os 201 candidatos a uma cadeira no Legislativo Brumadense para o quadriênio 2021/2024, tendo obtido 559 votos (exatos 605 a menos do que conquistou quatro anos atrás), o atual líder do prefeito na Casa Legislativa, José – Santinho – da Silva Santos (PSB) quer conquistar a vaga para a próxima legislatura na Justiça.

O vereador socialista ingressou com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral na 90ª Zona Eleitoral de Brumado contra o Partido Trabalhista Brasileiro (PDT), argumentando que a legenda teria afrontado a legislação vigente ao inscrever uma candidata “laranja” apenas para cumprir a cota estabelecida de 30% destinadas à mulheres.

Ao responsabilizar uma suposta inscrição de candidata “laranja” para justificar sua fragorosa derrota nas urnas, o vereador, que se autoproclama representante dos evangélicos e se notabilizou nos últimos quatro anos pela defesa intransigente, rancorosa em determinadas situações, do prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB), tendo inclusive vociferado contra o prefeito da vizinha Livramento de Nossa Senhora, José Ricardo Assunção Ribeiro (Rede), quando da formação do Consórcio Interfederativo de Saúde, que defendeu que a Policlínica Regional não ficasse sediada em Brumado, se confirmada a fraude denunciada, toda a chapa do PTD será indeferida e, por consequência, José – Santinho – da Silva Santos (PSB), herdará o mandato do vereador pedetista Vanderlei – Boca – Bastos Miranda.

A manobra do socialista é absolutamente legal e ele poderá se beneficiar de uma distorção da legislação eleitoral, criada para tentar dar mais representatividade aos partidos políticos, embora afronte a vontade popular, permitindo que candidatos com votação inexpressiva ocupem a vaga de outros, bem mais votados.

É o caso, por exemplo, do pedetista que está ameaçado de perder a vaga. Vanderlei – Boca – Bastos Miranda foi apenas o 33º entre os candidatos mais votados, conquistando 335 votos, beneficiado pelo coeficiente eleitoral.

Pelas declarações atribuídas ao socialista José – Santinho – da Silva Santos, publicada em Blogs da cidade, o atual líder do prefeito encara sem constrangimentos a possibilidade de “ser eleito” pela Justiça. Segundo ele teria afirmado, a propositura da Ação de Investigação Judicial Eleitoral na Justiça Eleitoral foi motivada pelo seu entendimento que as regras normatizadas pela legislação devem ser observadas.

Tergiversando, José – Santinho – da Silva Santos (PSB) declarou que não estaria preocupado com quem será o beneficiado de uma eventual decisão da Justiça pelo indeferimento de todas as candidaturas do PDT, mas que as regras sejam cumpridas. “Não quero tirar o mandato de ninguém, quero apenas que se cumpra a Lei”, filosofou em entrevista ao Blog Achei Sudoeste.

 

Foto de Capa: Natália Silva/ Arquivo JS.

Jornal do Sudoeste

Categorias , ,