Relatório do PNUD mostra América Latina “encurralada” entre baixo crescimento e alta desigualdade

Por: Ascom
O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançou, nesta terça-feira (22), o relatório Regional de Desenvolvimento Humanos da América Latina e Caribe. O documento traz o panorama socioeconômico da região e mostra que a América Latina se encontra “encurralada” numa situação de alta desigualdade e baixo crescimento econômico.
O evento contou com a participação de representantes de governos nacionais e regionais de toda a região. O Governo da Bahia foi representado pelo secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Carlos Martins. A abertura do encontro foi feita por Achim Steiner, diretor do PNUD.
“O relatório destaca elementos importantes por trás dessa atual situação da América Latina e Caribe. Há muitas armadilhas que levam a região a essa situação de baixo crescimento e alta desigualdade”, afirmou Steiner em sua apresentação.
“É fundamental e necessário que os governos contribuam para reduzir esses problemas em toda a região, problemas que foram aprofundados com a pandemia”, completou o gestor mundial do programa da Organização das Nações Unidas.
Para o secretário da SJDHDS, o relatório é um importante documento para toda a região e precisa ser avaliado pelos governos nacionais.
“A ação dos governos nacionais é essencial na reversão do cenário apresentado pelo relatório. A América Latina, entre eles o Brasil, já mostrou ser possível reduzir a desigualdade, distribuir renda e aumentar o crescimento. Infelizmente, o cenário atual é desolador em virtude das políticas neoliberais do atual governo brasileiro e de outros países da região”, comentou o secretário Carlos Martins.
O evento contou ainda com as participações do diretor regional do PNUD na América Latina e Caribe, Luis Felipe López-Calva e a ministra de Assuntos Exteriores da Espanha, Arancha González Laya.
Foto da Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,