Sebrae apresenta diagnóstico da Indicação Geográfica para biscoitos caseiros

Projeto tem o objetivo de fazer com que a microrregião de Vitória da Conquista seja uma referência nacional em biscoito caseiro

 

 

Por Analice Vieira/ Agência Sebrae de Notícias Bahia

 

 

Vitória da Conquista – Na próxima segunda-feira, 15, acontece a apresentação do diagnóstico da Indicação Geográfica (IG) de Vitória da Conquista e Condeúba para os biscoitos caseiros produzidos na região. A apresentação vai mostrar o potencial para obtenção do selo de IG do produto típico local. O evento acontece no auditório do Sebrae em Vitória da Conquista, localizado na Rua Coronel Gugé, 221, Centro, a partir das 18h30.

Responsável pelo projeto, o técnico do Sebrae em Vitória da Conquista, Bruno Cruz, explica que a ação vai dar uma referência sobre a real potencialidade dos dois municípios em relação ao selo IG. “Entendemos que a Indicação Geográfica tem um potencial para alavancar novos mercados. O território, sendo trabalhado de maneira estruturada, consegue ser um potencializador de vendas, como acontece com a cachaça de Abaíra ou com o queijo Canastra, da Serra Canastra. Queremos fazer com que o biscoito seja associado a Vitória da Conquista, de uma maneira formalizada através do selo de Indicação Geográfica”, esclarece Bruno.

Projeto Biscoito Caseiro

O Projeto Biscoito Caseiro visa incentivar e fortalecer toda a cadeia produtiva do biscoito caseiro, produto típico de Vitória da Conquista e cidades circunvizinhas, bem como gerar negócios e promover as cidades da microrregião.

O projeto tem ainda o objetivo de fazer com que a microrregião de Vitória da Conquista seja uma referência nacional em biscoito caseiro, e adquira o selo de Indicação Geográfica, conferido a produtos ou serviços característicos de um local, concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). A inciativa é do Sebrae e do Movimento Pró-Conquistas.

 

 

Covite: Sebrae

Jornal do Sudoeste

Categorias