Seeb/VCR realiza manifestação no Santander contra demissões

O Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região realizou, na manhã desta quarta-feira (17), uma manifestação, com paralisação das atividades até às 12h, na agência de Conquista e posto de atendimento, com o objetivo de denunciar e exigir o fim das demissões, além de contratações imediatas de bancários.

Em Vitória da Conquista, três bancárias foram demitidas só na última semana. Os desligamentos, para além de ser um abuso contra uma categoria sobrecarregada e adoecida, demonstram o quanto o Santander não se preocupa em cumprir as leis nem em prestar um atendimento de qualidade aos seus clientes.

As funcionárias foram informadas das demissões sem quaisquer justificativas, mesmo estando asseguradas por atestados médicos do próprio banco, que apontavam adoecimentos ocasionados pelas rotinas de trabalho aceleradas. Sabemos que ainda hoje, as mulheres lutam diariamente para conquistar espaço e direitos nessa sociedade. Ao promover a demissão de três trabalhadoras o Santander se coloca mais uma vez na contramão do avanço, principalmente quando essas mulheres acabam de retorna da licença maternidade.

Em 2016, o lucro anual do Santander foi de R$ 7,3 bilhões, neste mesmo ano fechados 2.770 postos de trabalho. O banco registrou um aumento de 10,8% em sua lucratividade líquida e, apesar de tudo isso, demite funcionários por todo o país.

Diante deste cenário de precarização das condições de trabalho, usuários dos serviços também sofrerão as consequências da redução no número de funcionários na agência. O atendimento ficará mais comprometido, com a precarização e a espera será ainda maior. Já para os bancários, restam sobrecarga e certeza de adoecimento por conta das péssimas condições de trabalho oferecidas pelo banco.

“Não vamos pagar pela ganância do Santander. A atual campanha de mídia do banco pergunta ao cliente o que pode fazer por ele, mas na prática os usuários pedem por um atendimento mais rápido e eficiente, no entanto a contrapartida tem sido a redução do quadro de funcionários e até mesmo fechamento de agências. Um banco com tanto lucro tem a obrigação de oferecer condições adequadas de trabalho para que seus funcionários possam prestar serviços de qualidade aos seus clientes”, aponta Wolney Soares, diretor de Aposentados e Assuntos Previdenciários do Seeb/VCR.

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias