TAINHA, TRADIÇÃO DE INVERNO EM SC

O inverno chegou, mas antes mesmo que ele tivesse chegado, já tínhamos tainha, já tínhamos o prenúncio de uma das melhores safras do peixe tradicional do frio  aqui em Santa Catarina. A tainha chegou ainda no outono, no começo de maio, quando já se pegava um lanço de mil peixes, em Gravatá. Quer dizer que a tainha chegou antes do frio, e continua chegando cada vez em maior quantidade. E o frio aumenta esta semana e a captura da tainha deve ser ainda mais feliz daqui pra frente.
Comer tainha no final do outono e começo do inverno é tradição na grande Florianópolis, e em quase toda Santa Catarina. É até atração turística. Tem gente que vem de longe para ver as montanhas de tainha nas diversas praias da nossa região. E não é para menos, o espetáculo é uma coisa linda de se ver e comer a tainha, além de saboroso, é preservar um costume que remonta de há muito tempo. Não há inverno sem tainha em Santa Catarina. E sem pinhão, também.

Eu, por exemplo, que nem sou ilhéu, sou lá do norte do estado, já comprei dezenas de tainhas e já fiz várias cambiras, já recheamos outro tanto delas, já comemos caldo e por aí afora. O que é cambira? Vou repetir: é a tainha escalada, salgada e secada ao sol. Depois de seca, a gente dessalga – aferventa, trocando a água umas duas vezes – e grelha ou frita para comer com pirão de água (farinha de mandioca com água fervente) – o que é uma delícia – ou com o que se preferir.

É um regalo (acho que nunca tinha usado essa palavra, antes)que não se pode deixar de experimentar. É muito bom mesmo. Queira Deus que a poluição do mar e a pesca indiscriminada de tainhas ovadas não diminua a incidência delas no nosso litoral. Porque inverno – ou prenúncio do inverno – sem tainha, pode ter o frio que for, mas não será a mesma coisa.

Luiz Carlos Amorim

Coordenador do Grupo Literário A Ilha em SC, com 31 anos de atividades e editor das Edições A Ilha, que publicam a revista Suplemento Literário A Ilha e mais de 50 livros editados. Eleito Personalidade Literária de 2011 pela Academia Catarinense de Letras e Artes. Ocupante da cadeira 19 da Academia Sul Brasileira de Letras. Editor do portal ProsaA, Poesia & Cia. (Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br ) e autor de 27 livros de crônicas, contos e poemas, três deles publicados no exterior.  Blog:  http://lcamorim.blogspot.com
Categorias

Deixe seu comentário