Tempos de pandemia: metade dos pais não confia na segurança sanitária das escolas públicas

Pesquisa foi realizada pela Datafolha entre 16 de novembro e 2 de dezembro de 2020

 

Por Paloma Custódio/ Agência Brasil 61

 

Em tempos de pandemia, quase metade (49%) dos pais dos alunos não confia na segurança sanitária das escolas públicas brasileiras. É o que aponta a pesquisa da Datafolha “Educação não presencial na perspectiva dos estudantes e suas famílias”, encomendada pela Fundação Lemann, Itaú Social e Imaginable Futures. O levantamento foi realizado com 1.015 pais ou responsáveis por alunos das redes públicas municiais e estaduais do país, com idades entre 6 e 18 anos, no período de 16 de novembro a 2 de dezembro de 2020.

Segundo o estudo, apenas 19% disseram que “confiam muito” na capacidade da escola de se adequar às normas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus e 31% afirmaram que “confiam um pouco”. Já em relação ao comportamento dos estudantes, 43% dos pais não confiam que os jovens vão cumprir todos os protocolos de segurança, como usar máscara, lavar as mãos, usar álcool em gel e manter distanciamento dos colegas.

A pesquisa também mostrou que, para 79% dos entrevistados, as escolas deram apoio durante o período de aulas à distância, principalmente com professores disponíveis para tirar dúvidas e dar orientações aos pais ou responsáveis. No entanto, segundo os pesquisadores, houve um crescente processo de desmotivação entre os alunos, desde maio de 2020, quando 46% dos estudantes se diziam desmotivados. Em novembro, o percentual subiu para 55%.

Foto de Capa: Prefeitura de Porto Alegre.

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,