Uesb encerra Processo Seletivo Especial pioneiro na Bahia

Por: Ascom UESB VCA

A pandemia de Covid-19 impôs diversos desafios para a educação. Na Uesb, além da necessidade de implantação do ensino remoto, o cenário impossibilitou a realização do tradicional processo de seleção de novos alunos. Como alternativa ao Vestibular, o Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) definiu, em agosto, o Processo Seletivo Especial para 2021.1 (PSE).

Com o planejamento de realizar todo o procedimento em quatro meses, diversas equipes da Universidade foram mobilizadas para a organização do sistema de informática, seleção de servidores para trabalhar na avaliação das inscrições, lançamento do Edital, além de todo o trabalho de divulgação. Uma verdadeira corrida contra o tempo para desenvolver um processo completamente novo, já que o início do período letivo 2021.1 acontecerá no dia 6 de dezembro.

“O trabalho coletivo foi importantíssimo para o sucesso do PSE”, avaliou o professor Reginaldo Pereira, pró-reitor de Graduação. “Vale ressaltar que foi um processo pioneiro no estado da Bahia, no formato de utilizar as notas e não termos provas. Além do bônus regional para os candidatos oriundos dos três territórios de identidade onde estão localizados os campi da Uesb”, complementou.

Para o professor que está à frente da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), setor responsável pela organização dos processos seletivos de ingresso, por meio da Gerência de Acesso e Acompanhamento (GAA), o PSE também reafirmou o papel da Uesb com a inclusão social. “Foi um processo seletivo em que tivemos um número significativo de estudantes quilombolas sendo aprovados, pessoas com deficiência, indígenas e, principalmente, um grande público de estudantes oriundos de escola pública”, destacou o pró-reitor.

PSE em números – Pela primeira vez em 40 anos, a Uesb não realizou o tradicional Vestibular. A experiência inédita do Processo Seletivo Especial, no entanto, chegou à marca de quase 5.800 inscritos em busca de uma vaga em um dos 40 cursos disponíveis. Desse total, por volta de 70% dos candidatos optaram, como critério de seleção, pela utilização das médias do Ensino Médio.

O PSE também destacou a Uesb como importante plataforma de acesso ao Ensino Superior para os estudantes oriundos da escola pública e dos territórios de identidade de Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista. Cerca de 67% dos candidatos se inscreveram para a reserva de vagas do ensino público, sendo mais da metade dessa parcela formada por alunos que se autodeclararam negros. Já os participantes locais, que contaram com o Bônus Regional, somaram pouco mais de 40% do total de candidatos.

Todas as informações sobre o Processo Seletivo Especial podem ser acessadas aqui.

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,