Umbu gigante de Vitória da Conquista é referência para Prefeitura de Lagarto (SE)

Por: Ascom/Prefeitura de Vitória da Conquista 

 

Foi por meio de uma pesquisa na internet que o secretário de Agricultura de Lagarto (SE), Túlio Simões, soube do umbu gigante produzido em Vitória da Conquista. As informações encontradas em matéria do site da Prefeitura Municipal despertaram o interesse do secretário sergipano, que decidiu  conhecer, pessoalmente, a Fazenda Experimental de Pedra Mole, próxima ao distrito de Bate Pé, onde os frutos são cultivados pela Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Sagri).

A comitiva da Secretaria de Agricultura de Lagarto percorreu alguns trechos dos 10 hectares da fazenda, onde há quase 780 mudas de umbu, com 33 variedades do fruto, sendo 25 de umbu gigante. Além de conhecer a área do plantio, eles também assistiram a uma demonstração de enxertia, no viveiro da fazenda. O grupo levou mudas e informações sobre os métodos de cultivo para aplicar a experiência no município sergipano.

O secretário Túlio Simões parabenizou a Prefeitura de Vitória da Conquista pela iniciativa, ressaltando a sua importância para a segurança alimentar. “Ao fortalecer a agricultura familiar, vocês estão dando a seguridade alimentar a toda a população. Estamos hoje vivendo uma pandemia, isso dificultou muito a questão alimentar para a população, então o trabalho que vocês estão fazendo aqui é riquíssimo, para manter justamente isso, a seguridade alimentar.”

 

Foto: Divulgação/Prefeitura de Vitória da Conquista

 

Objetivo – Dar mais autonomia e qualidade de vida aos agricultores familiares é justamente um dos objetivos do projeto desenvolvido na Fazenda Pedra Mole. Os agricultores recebem da Prefeitura de Vitória da Conquista não apenas as mudas de umbu gigante, mas também uma consultoria sobre o manejo da planta, desde o plantio até a colheita.

“Hoje em dia, um quilo de umbu gigante nas capitais é vendido em torno de R$ 30,00. Na feira livre, aqui, a gente vai ter em torno de R$ 8,00, R$ 10,00. Economicamente, para o pequeno agricultor, é muito interessante. Porque ocupa pouca área, é uma planta rústica, adaptada à região de caatinga e que tem um valor agregado muito bom”, explica o coordenador de Fomento à Agricultura Familiar, Eduardo Castro.

Ainda de acordo com ele, a experiência de Vitória da Conquista tem se consolidado como uma referência em todo o Nordeste. O município já recebeu compradores de mudas da Paraíba, que comercializaram com os pequenos agricultores locais, e também já enviou amostras das mudas de umbu gigante para Pernambuco.

Também estiveram presentes na comitiva da Prefeitura Municipal de Lagarto, o diretor agrícola José Marcelo de Oliveira, o engenheiro agrônomo Valdson Soares e o técnico Agrícola Fúlvio Gujelmim.

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,