Vanderlei Antunes Santos (Dr. Vanderlei)

Vanderlei Antunes Santos, Dom, nasceu na Fazenda Mocambo município de Curralinho/ Dom Basílio, subordinado ao município de Livramento de Nossa Senhora, em 29/09/1942, filho de Manoel Pereira Santos (Nem) e de Augusta Antunes dos Santos.

Estudou o primário no Grupo Escolar Getúlio Vargas, prestou admissão e cursou o ginasial no Colégio General Nelson de Melo. O curso secundário, em Salvador. E colou o grau de médico na Universidade do Amazonas, formado na Faculdade de Ciências da Saúde em Manaus com diploma expedido no dia 21 de janeiro de 1977.

É Registrado no Conselho Regional de Medicina do Estado do Amazonas com a inscrição no CRM numero 785 e, inscrição por transferência, sob o número 4768 no Conselho Regional do Estado da Bahia em 22 de setembro de 1977.

Casou-se com a amazonense Maria das Graças Barbosa Parente, nome de solteira, em 17/10/1979, nascida em 25/09/1953, filha de Francisco Batista Parente e de Maria Francisca Barbosa Parente e passou a assinar Maria das Graças Parente Santos.

Devido ao estado de beligerância entre os contendores, em 24/03/1987 Maria das Graças Barbosa Parente pediu separação através da Ação de Separação Judicial Contenciosa, de quem já estava separada por força do alvará judicial de Separação de Corpos, deferido liminarmente em 24/02/1987.

Em 16/11/2009 ficou decretado a separação do casal. Em 19/02/2010 é averbado a conversão de separação consensual em divórcio por sentença proferida pela justiça em 02/12/2011.

São filhos do casal: Aline Parente Santos, nascida em 20/09/1977; Gedes Vanderlei Parente Santos, nascido em 14/08/1979; Priscila Parente Santos, nascida em 09/11/1982; Daisy Parente Santos, nascida em 09/07/1984.

Da união não estável com Dona Lúcia Meira Pimentel, nascida em 03/02/1962, teve o filho Vanderlei Meira Pimentel, nascido em 11/06/1981, cuja paternidade ainda não foi reconhecida, contudo é desejo do doutor Vanderlei Antunes Santos que isso se realize.

O médico Vanderlei Antunes Santos, Dom, trabalhou nas seguintes instituições:

SEDUC – Unidade Educacional Colégio Estadual do Amazonas exercendo o cargo de professor de Biotécnica, admitido em 10/03/1975; Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas, médico admitido em 01/03/77; Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Brumado, médico admitido em 01/08/1977; Secretaria de Saúde do Governo do Estado da Bahia, médico admitido em 13/02/1978; Prefeitura Municipal de Brumado, médico admitido em 01/12/1979; Pronto Clínica São Lucas Ltda., médico admitido em 01/01/1980; Fundação de Saúde do Estado da Bahia, médico admitido em 23/04/1981; Instituto de Saúde do Estado da Bahia, médico, admitido em 31/10/1984; Prefeitura Municipal de Brumado, médico admitido em 08/04/1986 e postos de PSFs.

Esclareça-se que o médico Vanderlei Antunes Santos, lotado como médico no Estado da Bahia exercia funções no Hospital Municipal de Brumado, a título de empréstimo, e tornou-se um aficionado por esse hospital. Prestava serviços incansavelmente, atendendo a todos sem nenhuma reclamação. O hospital era praticamente a sua casa, não tinha horário para atender e o fazia com prazer diuturnamente.

 Era “pau para toda obra”! Pessoa prestativa, sempre disposta a colaborar, a ajudar em quaisquer situações.  Na época da escassez de médicos, se desdobrava para atender o maior número de pessoas e muita vez atuava sozinho. Como servidor público foi exemplo e, ainda que não pertencesse ao quadro funcional efetivo do Hospital, deu tudo de si para amenizar o sofrimento dos que o procuravam.

 Em junho de 2007 o Hospital passou por uma reforma administrativa e o novo administrador encaminhou carta ao Secretário de Saúde do Município solicitando a rescisão contratual do médico Vanderlei Antunes Santos do Hospital Municipal de Brumado, sem, no entanto, devolvê-lo à origem, o Estado, como deveria fazer – retorná-lo ao posto de origem. Não houve nenhuma comunicação ao médico nesse sentido. Houve negligência de conduta, afirmou a atual esposa.

 Diante dessa situação, o médico ficou gravemente afetado emocionalmente e segundo seu pensamento, “praticaram uma injustiça a quem se dedicou de corpo e alma ao Hospital sem requerer nenhum adicional por isso”.

 Ficou abalado emocionalmente e desmoralizado pela atitude desumana dos que agiram com impiedade, desconsiderando-o. O fator psicológico acarretou depressão profunda acompanhada, às vezes, de choro, tristeza e irritabilidade. É um estado deplorável que afeta a mente e o corpo.  Fisicamente debilitado, enfraquecido, praticamente inerte, o que fala é de pouca compreensão, não se levanta, depende de mãos alheias que o ajuda. Vale a pena viver assim?

Maria de Jesus Santos Lima, nome de solteira, após o casamento com Paulo Soares Souza, realizado em Aracatu/BA no dia 09/01/1982, e passou a assinar Maria de Jesus Lima Souza. Nasceu em Brumado em 04/09/1957, filha de Aureliano de Lima Amorim e Augusta Alves de Amorim. Depois da sua separação com Paulo Soares de Souza passou a assinar o nome de solteira: Maria de Jesus Santos Lima.

Maria de Jesus Santos Lima que é também conhecida por ‘Santa’, vive maritalmente com o médico Vanderlei Antunes desde março de 1987. Em 18/07/2007 foi protocolado Ação Declaratória de União Estável requerida por Vanderlei Antunes Santos e Maria de Jesus Lima Souza, regularizando a situação matrimonial do casal, o pedido foi homologado em 03/10/2007, passando a assinar Maria de Jesus Santos Lima Antunes e com ele teve o filho que se chama Vanderlei Antunes Santos Junior, nascido em Brumado no dia 26/11/1999.

‘Santa’ cuida de Vanderlei com carinho e paciência. É a missão que Deus lhe deu e a exerce com compreensão e conta com o auxílio do técnico em enfermagem Emanoel Messias Fernandes Moço que, também, cuida do paciente com dedicação profissional. É uma situação dolorosa e de dar pena o estado em que se encontra o doente, relataram os cuidadores.

Os dois são os anjos da guarda do doutor e foram escolhidos por Deus para cumprir essa missão que não é fácil, cuidar de alguém em estado vegetativo. Cuidam e protegem sem qualquer preconceito: alimentação adequada, banho, troca de fraldas, corte de cabelos, enfim os cuidados com a higiene, etc.

“Você não sabe o bem que me faz/ Você ao meu lado me traz uma paz/ Sem você não sei/ Como vou viver meu anjo” (letra de rapdemia).

Fui colega de Vanderlei no Grupo Escolar Getúlio Vargas, nos intervalos, no horário do recreio, jogávamos bola. Num determinado momento em uma disputa com Vanderlei, tivemos um choque e eu desmaiei. A turma escafedeu-se e foi para a sala de aula sem fazer comentários. Quando a professora perguntou sobre a minha ausência é que deram a notícia do meu estado e fui socorrido pela mestra sem que houvesse consequências.

É de se estranhar que, parentes com raras exceções, os colegas médicos, e amigos, o Conselho Regional de Medicina de Brumado não se disponham a prestar solidariedade ao médico Vanderlei, fazendo-lhe, pelo menos, visitas na sua convalescência. Ele trabalhou por muito tempo no Hospital Municipal de Brumado, essa situação é incompreensível.

Cabe à sociedade organizada fazer uma moção de congratulação ao senhor Vanderlei Antunes dos Santos pelos serviços prestados como médico que dedicou sua vida a essa causa, uma missão para minimizar o sofrimento das pessoas que o procuravam.

ADENDO: O médico Vanderlei Antunes Santos, faleceu em 05/08/2012 e o corpo está sendo velado na Igreja Missões do Evangelho Pleno situada na Rua Coronel Tibério Meira, 444 e o sepultamento será efetuado às 16h30 do dia 06/08/2012 no cemitério municipal Santa Inês.

Antônio Novais Torres

Antônio Novais Torres

ANTONIO NOVAIS TORRES, Comerciante aposentado, membro fundador da Academia de Letras e Artes de Brumado, membro do Conselho da Cidadania de Brumado, EX-membro do PMDB e PTB e membro do Conselho Editorial do JORNAL DO SUDOESTE.
Categorias