Vida sem desperdício: confira algumas dicas para colocar em prática em 2020

Marcas já adotam conceito de desperdício zero; no dia a dia, é preciso incluir medidas que incentivam o reaproveitamento de alimentos e roupas

 

Produzir menos lixo e separar o mesmo para reciclagem são passos para diminuir o desperdício e poluir menos a natureza.

 

Desperdício zero ou zero waste (em inglês) é um conceito que cada vez mais tem ganhado força nos últimos anos. Em alguns países da Europa, a demanda é tanta que há marcas que, com esse propósito, já dobraram de número nas prateleiras. No Brasil, muitas empresas também já adotam o conceito de desperdício zero, reutilizando itens e apostando em práticas sustentáveis, como reciclagem e inclusão dos consumidores nesse objetivo.

Com a chegada de um novo ano, é comum que, entre as metas para 2020, uma vida sem desperdício, mais sustentável, seja uma delas. Reduzir o consumo de alimentos, por exemplo, é essencial para o zero waste – e essa medida pode ser implantada já nas festas de final de ano. Difícil ne? Bom então vamos adiante para saber como colocar isso em prática em 2020. Entender o conceito de zero desperdício é o primeiro passo.

O que é o zero desperdício? E como adotá-lo?

Com cinco aspectos essenciais, esse conceito tem como base:

  • Recusar o que não é mais necessário;
  • Reduzir o consumo dos itens indispensáveis;
  • Reutilizar objetos e materiais;
  • Reciclagem;
  • Compostagem.

Na prática, medidas como reduzir o desperdício de comida no café da manhã (hábito que já vem sendo adotado por redes de hoteis) é um bom começo. Repensar atitudes consumistas, questionando-se sobre os itens comprados (realmente preciso de mais uma blusa?) também é uma forma de implantar o zero desperdício. Reutilizar peças que já temos em casa, reformando roupas e objetos, ou comprando itens de segunda mão em brechós, diminui o consumo de objetos.

Benefícios do desperdício zero

Além de fazer bem para o seu bolso, a prática do desperdício zero também traz benefícios para o meio ambiente, para a saúde e para a qualidade de vida. Com menos objetos em casa, é possível reduzir a poeira acumulada nos ambientes e também levar uma vida mais leve, apenas com o que realmente é necessário.

Especialistas apontam ainda que o desperdício zero traz uma redução de 40% nos gastos, trazendo pontos positivos para a poupança de dinheiro e de tempo. A chamada “Guru do Desperdício Zero”, Bea Johnson, autora do livro Desperdício Zero e da plataforma Zero Waste Home, afirma que esse estilo de vida faz com que as pessoas consigam passar mais tempo lá fora. “Uma ‘vida mais rica’ melhora a nossa qualidade de vida porque, dessa forma, passamos a ter uma rotina baseada em experiências ao invés de coisas”, reforça em entrevistas.

Segundo a especialista, se a nossa sociedade se concentrasse em “ser” em vez de “ter”, os ganhos seriam imensuráveis. E ela vive o zero desperdício na prática: sua família produz apenas um pequeno frasco de lixo anualmente, inspirando milhares de pessoas ao redor do mundo.

Dicas para adotar o zero desperdício em 2020

Bea Johnson traz como base em sua filosofia os 5 R’s: Recusar, Reduzir, Reutilizar, Reciclar e Compostar (em inglês, rot), sempre nesta ordem. As palavras de ordem da guru do Lixo Zero são, por si só, algumas dicas para quem deseja adotar o zero desperdício em 2020. Confira:

  • Recuse o que não for necessário.

Dizer não para tudo o que não precisa pode ser mais fácil do que parece: comece recusando sacos de plástico, brindes ou amostras concedidos em feiras, festas ou eventos. Ao aceitar um deles, é criada a necessidade de se produzirem mais – além disso, dizer não às “malas diretas” (correio publicitário não solicitado) também é uma boa opção.

  • Reduza o indispensável.

Diminuir aquilo de que precisamos começa quando questionamos se realmente há necessidade e utilidade em todos esses bens. Doar o que temos em excesso ou as coisas de que não precisamos mais, além de aumentar o espaço em casa, também ajuda quem precisa. Fazer uma lista de compras e reduzir as idas ao mercado é outra medida que auxilia na redução de coisas que levamos para casa, com menor quantidade de desperdício que será descartada no futuro.

  • Reutilize o máximo que puder.

Tudo o que você conseguir reutilizar: esse é o objetivo. Para isso, escolha produtos reutilizáveis no lugar dos descartáveis e inclua lenços e guardanapos de tecido na rotina. Uma alternativa para evitar o desperdício nas compras é sempre ter consigo sacolas de tecido para compras avulsas e, para os produtos úmidos, frascos de vidros.

  • Recicle o que não puder reduzir, reutilizar ou recusar.

Comprar peças avulsas de segunda mão é o mais recomendado, mas, quando precisar adquirir novos produtos, os de cartão, vidro e metal são indicados. Plásticos devem ser evitados, pois cada peça criada com esse material irá durar por centenas de anos no planeta. A reciclagem deve ser a última opção: questionando o ciclo de vida das compras e a real necessidade de cada objeto, é possível comprar conscientemente.

  • Recuse o que não for necessário.

Dizer não para tudo o que não precisa pode ser mais fácil do que parece: comece recusando sacos de plástico, brindes ou amostras concedidos em feiras, festas ou eventos. Ao aceitar um deles, é criada a necessidade de se produzirem mais.

  • Rot: faça compostagem com o que restante.

A compostagem perfeita para você existe! Não se sinta intimidado: comece aos poucos, transformando o lixo da cozinha em um caixote para compostagem grande, separando o que pode ser usado – quanto maior o recipiente, melhor.

Pequenas medidas se tornam mudanças grandiosas para a sua vida e para a vida do planeta. Com o conceito de desperdício zero, fica mais fácil começar 2020 de forma sustentável e com mais qualidade de vida.

Jornal do Sudoeste

Categorias