5 maneiras de monetizar um site recém criado e começar a ganhar dinheiro.

A internet é um terreno fértil para conteúdos dos mais variados.

Por: T B Propaganda.

A internet é um terreno fértil para conteúdos dos mais variados. E o melhor ainda: conteúdos que podem render um bom dinheiro. É por causa disso que criar e gerenciar um site voltado para algum tema específico surge como uma alternativa interessante para quem quer ganhar uma boa grana.

Você entende de culinária? Pode criar um site trazendo várias receitas. Gosta de games? Um site sobre assunto, bem feito, com layout agradável e bem organizado, tem tudo para receber vários visitantes.

No entanto, é sempre bom lembrar que, seja qual for o assunto do seu site, os lucros não vão aparecer como um passe de mágica. Não há magia que faça você ganhar dinheiro com um site, há apenas planejamento e dedicação para criar conteúdo de qualidade.

Nesse artigo, a gente traz para você algumas dicas quentes que vão auxiliar você nessa jornada, permitindo que o seu site seja mais do que um depósito de conteúdo, sendo também uma fonte de lucro bem-vinda.

Alternativas para você monetizar o seu site

Você acabou de criar o seu site. Contou com todos os recursos necessários fundamentais para isso. Utilizou o WordPress ou uma outra plataforma de criação, adquiriu um bom plano de hospedagem de site e investiu em uma extensão de domínio.

Se você ainda não fez isso, pode comprar a sua extensão preferida em sites como Superdomínios, BQHost, Hostinger e até mesmo pelo Google. A Hostinger, por exemplo, oferece extensões TLD a partir de R$ 2,99/ano: www.hostinger.com.br/tld

E assim passou um mês, dois meses, um semestre e você ainda não viu a cor do dinheiro. Isso é normal, pois um site que recém saiu do forno não irá gerar lucros “da noite pro dia”. 

Para você monetizar o site é preciso consolidar um bom número de visitantes, pois o tráfego é tudo que diz respeito aos lucros de um site. Sem tráfego em seu site, as chances de lucro são nulas.

Por isso, a monetização e o tráfego devem formar um casal perfeito. E é desse lindo casamento que surge o filho tão desejado: o lucro. 

Um site lucrativo depende essencialmente de um bom processo de monetização. Hoje em dia há várias opções e procedimentos que viabilizam tal empreitada. Vamos conhecer então os principais a seguir. 

1 – A venda de espaço para anúncios

Tá aí uma solução interessante e eficiente. Vender espaço do seu site diretamente para a publicidade gera lucros por causa da exibição desses anúncios.

Alternativas não faltam para esse tipo de formato de monetização. Uma delas pode ser um link localizado no rodapé das páginas, ou quem sabe popups. Até mesmo banners colocados nas laterais do layout estão valendo, desde que não prejudiquem a experiência do usuário.

Um ponto importante que deve ser observado a respeito da venda de espaço para anúncios é a elevada taxa de conversão. Ou seja, nesse caso não basta apenas ter um tráfego elevado.

Isso ocorre por que ele conta com os modelos pay-per-click ou pay-per-visitor. Ou seja, você será pago por anúncios, sempre levando em consideração a quantidade de visitantes que clicarem no seu anúncio ou acessarem o seu site.

Também é importante saber como mostrar para os anunciantes que o seu site é um bom lugar para negócio. Para isso, é importante elaborar um documento apontando estatísticas comprovando que o seu site atrai visitantes.

2 – O uso do Google AdSense

Não esqueça que o Google também dá uma mãozinha para o processo de monetização do seu site. A ferramenta mais conhecida para isso é o AdSense. 

Essa ferramenta apresenta um método simples e prático para fazer o seu site render dinheiro. O Adsense basicamente permite que você adicione anúncios em locais estratégicos do site, tudo isso por meio de uma parceria com o Google.

Na prática, é como se o Google dissesse: “Você vai ganhar e nós também”. Além do mais, até mesmo quem gerencia mais de um site está apto a utilizar o AdSense.

Uma outra vantagem é o suporte que o Google disponibiliza para os usuários desse recurso, proporcionando tutoriais e fóruns para sanar as principais dúvidas.

3 – Marketing de Afiliados

Esse é um dos métodos mais conhecidos e utilizados para viabilizar a monetização de um site. 

Com o Marketing de Afiliados você não precisa vender os seus produtos. Nesse caso, você apenas usa no site links relacionados com os produtos da sua empresa parceira, ganhando comissão para isso.

O processo é simples. Você deve inicialmente optar por divulgar produtos que tenham a ver com o conteúdo do seu site. A partir daí é possível publicar reviews sobre esse produto, bem como adotar algum outro método de divulgação online.

Não custa lembrar também que é importante participar de algum programa de afiliados. Hoje em dia existem vários, a Amazon conta com um deles.

4 – Venda dos seus próprios produtos

O e-commerce está em alta. Por isso, ter um site que disponibilize a venda dos seus próprios produtos também é um caminho eficiente para a monetização.

A elaboração de um e-commerce demanda mais recursos que a criação de um site convencional, mas ainda assim é um processo intuitivo.

Para isso, você deve ter à disposição uma TLD ou extensão de domínio adequada, compatível com o conteúdo do seu site e produto.

Não dá para dispensar também um serviço de hospedagem de site, bem como contar com plataformas que permitam dar ao site a estrutura de uma loja online, como por exemplo, templates e recursos de pagamento.

Também é fundamental investir em maneiras para divulgar ainda mais esse seu projeto e obter mais tráfego.

5 – Sites voltados para associados

Nesse formato, a monetização vem por meio de conteúdos que você cria exclusivamente para aqueles usuários que aceitam se associar ao seu site.

Em resumo: você vai cobrar para que os leitores acessem conteúdos específicos. Para isso, você tem algumas alternativas:

  • Inscrição
  • Limitada
  • Transação

Na primeira opção os usuários devem pagar para acessar conteúdos e outras vantagens que você possa oferecer. Esse pagamento pode ser realizado de forma mensal ou anual.

Já a limitada permite a leitura de conteúdo gratuito até que o visitante atinja uma determinada quantidade de acessos.

Por fim, a transação consiste na venda de conteúdos como tutoriais, infoprodutos, em uma área exclusiva para usuários cadastrados.

Leia também: Estudo aponta demanda de 797 mil profissionais de tecnologia até 2025

Freepik

Conclusão 

Lembre-se que para todos esses métodos citados funcionarem, é importante ter tráfego.

Para conseguir uma satisfatória quantidade de visitantes e acessos não há fórmula mágica. Divulgação, dedicação e o comprometimento com a qualidade do conteúdo ainda são os caminhos mais eficientes.

A partir disso, você terá chances de escolher algumas das alternativas apresentadas e fazer o seu site ser mais do que um simples passatempo, mas sim, um meio para lucrar.

E aí, que tal colocar algumas dessas ideias em prática e ver o seu conteúdo na internet proporcionar retorno financeiro?

Foto de Capa: Freepik

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,