A moeda e o gesso

 

Ela chegou à estação do metrô e entrou na fila para colocar crédito em seu cartão.

Usando o cartão, tem descontos de alguns centavos a cada passagem.

Entregou a nota de R$20,00 e pediu que fossem creditados apenas R$18,00.

“Não tenho troco.” – foi a resposta do atendente.

Ela ouviu sem entender a negativa e apontou para o suporte ao lado do rapaz, onde descansava confortavelmente uma dúzia de moedas que lhe serviriam de troco.

“Não posso dar a você dessas moedas. Elas são para passar o troco a quem me dá R$ 5,00.”

Ela perguntou, a cada instante mais confusa, o que eles fariam então.

“Eu não sei o que a gente pode fazer.”

A moça insistiu que, ao lado dele, havia várias moedas, bastavam duas para que seu troco milionário fosse devolvido; além do mais, uma enorme fila estava se formando enquanto eles tentavam chegar a um acordo sobre a serventia daquelas moedas no suporte.

Quando o rapaz viu que não tinha outro jeito, rendeu-se:

“Vou dar o seu troco com essas aqui, depois vejo o que faço.”

Ela agradeceu, enfiou no bolso o que se transformaria em pão de queijo dali duas estações e foi embora.

Fiquei com medo, será que alguém está engessando alguém?

Vivi Antunes é ajuntadora de letrinhas e assim o faz às segundas, quartas e sextas no www.viviantunes.wordpress.com

Vivian Antunes

Vivian Antunes

Vivi Antunes é ajuntadora de letrinhas e assim o faz às segundas, quartas e sextas no www.viviantunes.com.br
Categorias