A pressão pode ajudar o Brasil a beira da estreia na Copa

Preparador mental, Lincoln Nunes, mostra como a pressão positiva é benéfica se for bem utilizada

Por: MF Press Global Gestão geral
Existem dois fatores que movem o esporte no país agora: atenção à Copa do Mundo e a pressão direcionada aos jogadores e comissão da Seleção Brasileira. Em nosso país, a bola é quase equivalente à religião e, da mesma forma religiosa, ocorre o nível de cobrança diante dos últimos resultados frustrantes recentes de 2014 e 2018.
No entanto, até quando essa pressão atrapalha o rendimento dos atletas da da seleção canarinho? Ou melhor, existe pressão positiva no esporte de alto rendimento, ainda mais, próximo da estreia brasileira no campeonato mundial?
Quem pode nos explicar isso melhor é quem viveu e vive ativamente o momento de tensão antes do primeiro jogo: Lincoln Nunes. Lincoln é o preparador mental de alguns atletas da Seleção e jogadores brasileiros que disputam os principais campeonatos europeus.
“Por mais estranho que possa parecer, a pressão positiva existe, de fato. É claro que esse tipo de cobrança não é nociva ao atleta, por exemplo: estou no evento onde o meu país está me cobrando. Isso é diferente de analisar a competição como: é o evento em que sou o representante de toda uma nação. Ou seja, a pressão depende de como o receptor encara a informação e a entende”.
Dito isso, o treinador mental ainda cita as comprovações científicas de como o processo de visualização imagética da psicanálise é um fator importante aos atletas:
“Esse é um processo de ativação mental que recorre às bases da psicanálise freudiana. Onde até mesmo a reação à pressão negativa pode ser treinada de acordo com a visualização e contexto recompensador. Em uma comparação bem simplista: é o que podemos chamar de para, pensa e respira. Ou seja, a visualização serve também como âncora para a racionalidade em momentos decisivos-chave. Desde a década de 30, temos experiências com os efeitos positivos da visualização e relaxamento muscular com Edmund Jacobson. Enfim, toda a pressão considerada negativa é colocada em outro aspecto”. Conclui Lincoln.
Vale lembrar, que o Brasil joga na quinta-feira feira (23/11), às 16, contra a Sérvia na disputa pelo topo do grupo G da Copa.
Sobre Lincoln Nunes
Criador do Método Atleta de Elite, filósofo, psicanalista e especialista em performance esportiva. Com inúmeros cases de sucesso, Lincoln Nunes já atendeu medalhistas olímpicos, estrelas do futebol europeu e nacional como Philippe Coutinho, Emerson Royal, Artur Victor, e Pedro Rocha, dentre outros atletas da Seleção Brasileira de Futebol.
Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,