(A SARÇA NÃO ARDE.)

Distante dos olhos

Enche o coração

De angústia e dor.

Lágrimas nem molham

Mais;

Nem escorrem;

Amontadas nos olhos,

Escolhos

a dolorir.

Tentando luz,

Tateando becos,

Quebrando esquinas,

Aparando arestas,

Desejando sorrisos,

Almejando festas,

Sob a cruz, sem alarde

Mas… a sarça não arde.

Tânia Martins

Tânia Martins

Categorias