Tânia Martins

Tânia Martins

LIGA NÃO

Por Tânia Martins / 20 de setembro de 2019 / Nenhum comentário

Se eu disser outra vez que te amo não liga, desliga o teu coração. Desliga tua emoção e vá ouvir a chuva na janela, o pássaro no arvoredo, as gotas de luar caindo sobre o campo. Se eu insistir em dizer que te amo aumenta o volume do televisor, vá (mais…)

Leia Mais

QUANDO VOCÊ ME ESQUECE

Por Tânia Martins / 5 de setembro de 2019 / Nenhum comentário

Quando você me esquece O poeta que sou Chora versos Sobre as flores, Frágeis flores Do nosso amor. (mais…)

Leia Mais

De festa se vestiu

Por Tânia Martins / 5 de agosto de 2019 / Nenhum comentário

De festa se vestiu O jardim. Borboletas tantas Bailando entre flores Que flores borboletas Esvoaçam cores Por entre cheiros, Sombra e luz. (mais…)

Leia Mais

Amanhã de manhã

Por Tânia Martins / 29 de julho de 2019 / Nenhum comentário

Não estarás ao meu lado E eu nem posso dizer: “SINTO MUITO”. Isso não é verdade Amanhã – outro dia, Outra vez estarei só. Nem preciso dizer que é um alívio não ter que fazer quase tudo para te agradar. Amanhã de manhã Na cama só minha Desfrutarei do silêncio (mais…)

Leia Mais

Lucidez no Pecado Original

Por Tânia Martins / 20 de junho de 2019 / Nenhum comentário

Quando saí do Éden Era quase noite E uma chuva fria Lavava a Terra. Não olhei para trás, Nem pensei em figueira Nem nas águas Do Tigre e do Eufrates. Só quis ir adiante, Vencer os montes, Encontrar abrigo Entre os animais Pois descobri que Os irracionais Tantas vezes são (mais…)

Leia Mais

A brisa nas folhas

Por Tânia Martins / 7 de junho de 2019 / Nenhum comentário

A brisa nas folhas Da gameleira Não falam de ti. A brisa não te encontra. Não mais. Não me traz Notícias do seu paradeiro E faz tanto tempo! (mais…)

Leia Mais

Não tenho escolha!

Por Tânia Martins / 21 de maio de 2019 / Nenhum comentário

Não tenho escolha! Nada há a fazer Senão resignar-me Com a tua vontade que não é santa Mas é tua humana decisão. Coisa alguma existe Entre o caos e o caos Além da tragédia – Essa comédia que Faz-nos rir de tão Tragicômica.   Gargalhadas ébrias De desgosto e despeito (mais…)

Leia Mais

Pura beleza

Por Tânia Martins / 6 de maio de 2019 / Nenhum comentário

Um poema de amor escrito por Deus num momento de ternura!… Uma gota de luz nos olhos do Eterno geraram um Ser especial. Exagerada? Não. Apaixonada. ” Meu mundo de ternura meu mundo de luz, doce, suave mas firme como as noites que vivi ao seu lado momentos de amor.” (mais…)

Leia Mais

Trago no peito

Por Tânia Martins / 30 de abril de 2019 / Nenhum comentário

Trago no peito O trago da saudade E trago do ar Teu cheiro do passado Que ainda passa Por mim. … e trago-te… Estrago meu prazer Deixando a água Escorrer pelas Montanhas da terra E pelos ventos vagabundos Tenho notícias Do mundo, Fico sabendo de guerras E do último beija-flor (mais…)

Leia Mais

O vento traz música e saudade de amores.

Por Tânia Martins / 15 de abril de 2019 / Nenhum comentário

A vida era polida, suave encanto! A vida não era só calor . Era também noites amenas de estrelas e canções ao luar. Um arrepio passa. Leve brisa traz o silêncio… Não há passos na rua… A lua sumiu… Um gato espreita na escuridão. O muro está aí. E eu (mais…)

Leia Mais