Abate de bovinos tem queda significativa no primeiro trimestre de 2021

Já o abate de frangos e suínos apresentou aumento no mesmo período

 

Por: Larissa Lago/ Brasil61

 

Dados da Estatística da Produção Pecuária, divulgados nesta terça-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que o abate de bovinos no primeiro trimestre de 2021 foi de 6,56 milhões de cabeças, uma queda de 10,6% em comparação ao primeiro trimestre de 2020.

Esse é o menor resultado desde o primeiro trimestre de 2009 e a queda foi verificada em 23 das 27 unidades da federação. O estado de Mato Grosso continua liderando o abate de bovinos, com 15,7% da participação nacional, seguido por Mato Grosso do Sul, com 11,7%, e São Paulo, que detém 10,2% da produção brasileira.

Em contrapartida, o abate de frangos alcançou o número de 1,57 bilhão de cabeças no primeiro trimestre de 2021, sendo o resultado 3,3% superior ao mesmo período de 2020. O abate de suínos também apresentou aumento de 5,7%.

 

Foto de capa: Arquivo/Agência Brasil

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,