Ano novo, desafios antigos!

O ano está começando, ainda que as nossas esperanças sejam as melhores e mais auspiciosas, para o novo ano, temos um restante de ações a serem perseguidas pois, muito do que fizemos, no ano que ora chegou ao seu final, precisa ter continuidade a fim de podermos nos declarar livres dos infortúnios que nos chegaram sem serem convidados.
Um deles é o reconhecimento de que todos os esforços, que estão sendo realizados, para reduzir ao máximo os efeitos maléficos da grande desgraça que foi lançada sobre a humanidade, pelo menos no Brasil, tem vindo a surtir bons resultados, ainda que seja difícil de acreditar. Felizmente, ainda não temos dez por cento da população infectada pelo sinistro carnaval disseminado pelo covid-19.
O pânico, pavor disseminado pela mídia, que faz questão de não levar em conta todo o esforço para evitar a disseminação da desgraça, para todos.
Apesar de tudo o que já foi e está sendo feito, parece ser invisível aos olhos de todos aqueles que não nos querem ver bem!
O “Auxilio Emergencial” concedido às pessoas em estado de fragilidade social, que beneficiou mais de setenta milhões de pessoas, e implicou bilhões de reais, vindos de onde viessem, mas vieram, parece que não foi visto por quem nos detesta; O “Auxílio Emergencial” foi concedido às empresas, para evitar o desemprego, e garantir o salário de trabalhadores para evitar o despedimento, em função de que todos se mantivessem nos seus postos de trabalho; A construção de hospitais de emergência para atender e com isso, conter a disseminação e ampliação da pandêmica doença que está desgraçando o tecido social do mundo inteiro, parece que nada disso teve relevância, que qualquer um faria, melhor e mais bem feito! Pode até ter sido assim, mas outros não estiveram lá, pra mostrar que seriam capazes.
Tudo isso precisa continuar, apesar da exaustão financeira e energética que essas circunstâncias nos provocaram; O enfrentamento do novo, como o relacionamento de professores com alunos, de forma virtual, que nos mostrou que precisamos melhorar as nossas condições de lidar com a internet. Precisamos ampliar ainda mais o acesso a todos os carecidos que estão à mercê da sorte e que parece terem sido esquecidos nos últimos anos.
O grande desafio hoje é enfrentar a ganância de quem inventou um problema para vender a solução!
Não podemos desistir e nem descansar! O momento é de resistência e coragem!

[email protected] – 04012021

Cícero Carlos Maia

Cícero Carlos Maia

Categorias