Após identificar duplicação, MEC exclui 257 bolsas de estudo da segunda chamada do Prouni

Erro no sistema duplicou as vagas, assumiu a pasta. Exclusão foi adotada para “garantir equidade das condições previstas no edital”

 

Por: Felipe Moura/Brasil 61

 

O Ministério da Educação (MEC) excluiu 257 bolsas de estudos ofertadas na segunda chamada do Programa Universidade Para Todos (Prouni). A medida foi adotada pela pasta na última quinta-feira (8) após uma varredura no sistema do Prouni identificar inconsistências que resultaram na oferta de bolsas duplicadas.

Segundo o MEC, para garantir que as regras previstas no edital do Programa fossem cumpridas e de acordo com orientação da própria área jurídica da pasta, foi necessário apagar as bolsas geradas equivocadamente pelo sistema.

Das 200.335 bolsas ofertadas, 257, ou seja, 0,12% foram duplicadas. A pasta também disse que a decisão pela exclusão das bolsas duplicadas foi tomada logo após a situação ser observada com o objetivo de “garantir a equidade das condições previstas no edital”.

 

 

Foto de capa: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,