Aprendizado de inglês é opção para estudantes em casa

Sistema de ensino de inglês disponibiliza aulas gratuitas on-line para crianças e adolescentes

 

Por Central Press

 

Existem muitos prós e contras de um mundo globalizado como o atual. Entre os contras, há a transmissão global de doenças que séculos atrás não iriam se espalhar com tanta facilidade. Entre os prós, cada vez mais há a necessidade de uma comunicação única, em que todos interajam e, por processos complexos de socialização, hoje essa comunicação acontece por meio da língua inglesa. “Bilinguismo não é apenas um instrumento acadêmico, uma ferramenta pessoal empoderadora e uma voz global. Além da amplitude de comunicação, bilinguismo é aptidão multicultural”, expõe o especialista de ensino em Inglês do PES Language Program, Luiz Fernando Schibelbain.

Segundo o especialista, quanto mais cedo se aprende outra língua, mais natural ela se torna. “Ao aprender a falar, a criança aprende a compreender o mundo no qual está inserida e, ao dominar uma língua adicional, esse idioma tende a ficar enraizado de forma semelhante à língua materna”, explica. Por isso, mesmo em momentos de maior dificuldade de dedicação de tempo para os estudos, como na atual pandemia, o professor lembra que é importante permanecer praticando e aprendendo o Inglês em casa. “O tempo que dedicamos na escola e em casa ao Inglês é precioso para os alunos que irão, aos poucos, adicionando mais um idioma ao seu pequeno mundo e poderão compreender e interagir melhor no grande mundo”, reforça Schibelbain.

Para facilitar a permanência desse aprendizado, o PES Language Program está disponibilizando aulas on-line para crianças e adolescentes que desejarem aprender Inglês durante o período de suspensão das aulas presenciais. As videoaulas são abertas e gratuitas, com conteúdo para estudantes na faixa dos 4 aos 16 anos de idade e estão disponíveis na plataforma PES With You, com complementação de atividades e áudios que estão disponíveis no site do PES | Language Program.

Para aproveitar melhor as aulas, a dica de Schibelbain é que o aluno utilize todas as ferramentas ao seu dispor e pratique sempre que possível, principalmente durante as lives. “Concentre-se em tarefas comunicativas nas atividades de interação, em que há mais aplicação e propósito em utilizar a língua inglesa ativamente pela fala, além de praticar a oralidade por meio de músicas e diálogos”, orienta. “Os pais são muito bem-vindos para também aprender durante as aulas dos filhos”, convida. Assim, mantendo o contato e o aprendizado, os alunos continuam o processo de se tornarem bilíngues e expandindo as possibilidades de interação com o mundo.

Foto de Capa: Divulgação.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,