77 3441-7081 — [email protected]

Bandidos explodem duas agências bancárias, arrombam joalheria em Itororó e fogem sem levar dinheiro

Da Redação

 

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma quadrilha fortemente armada, usando explosivos, explodiu simultaneamente duas agências bancárias no centro da cidade de Itororó, na madrugado deste sábado (5). Durante o ataque, que aconteceu por volta das 2h, os criminosos dispararam diversos tiros contra a sede do 4º Pelotão da Polícia Militar/8ª Companhia Independente de Polícia Militar, inibindo a ação dos três policiais militares que estavam de plantão. Segundo testemunhas, o bando formado por pelo mesmo doze homens chegou em dois veículos e uma parte ficou nas vias públicas no entorno das agências bancárias para evitar qualquer reação da Polícia e outra colocou e detonou os explosivos que destruíram parte das estruturas físicas das agências do Banco do Brasil e Banco Bradesco. Apesar da destruição dos prédios, os criminosos não tiveram acesso ao dinheiro.

Segundo informações do Delegado Plantonista da Delegacia Territorial de Polícia Civil/21ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior, Bel. José Robson de Oliveira, na agência do Banco do Brasil os bandidos explodiram um cofre falso e na do Bradesco, duas portas foram derrubadas, mas uma terceira, de ferro, que daria acesso ao cofre, resistiu ao ataque.

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Frustrada a ação nas agências bancárias, os bandidos fugiram, sem antes arrombar uma joalheria usando um pé-de-cabra, mas também não tiveram acesso ao cofre do estabelecimento.

Sem o dinheiro dos bancos e sem dinheiro e as joias do estabelecimento comercial invadidos, os criminosos fugiram em direção a Potiraguá pela BA-263/BR-415 e de lá para Itarantim, pela BA-270, onde os dois veículos que utilizavam também foram incendiados. Possivelmente os criminosos devem ter seguido em direção a cidade mineira de Jordânia pela estrada vicinal que liga a sede do município ao Distrito de  Ribeirão do Salto.

As duas únicas agências bancárias da cidade de Itororó destruídas pelas explosões deverão ficar fechadas por um longo período, até que sejam reconstruídas, o que vai comprometer, pelo menos nos próximos dias, o atendimento à população.

De acordo com o Sindicato dos Bancários da Bahia, este foi o 22º ataque a instituições bancárias no Estado em 2019. Os dados divulgados pelo Sindicato incluem explosões e arrombamentos contra caixas eletrônicos e cofres dos bancos, assaltos e sequestros.

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Antônio Luiz da Silva

Categorias ,