Brasil lança, na próxima semana, a Agenda Brasil + Sustentável na COP 27

Publicação reúne mais de 800 ações realizadas nos
últimos quatro anos no país associadas aos objetivos de desenvolvimento sustentável

Por: Secom 

O Governo Federal lançará, na próxima terça-feira (15.11), durante a 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP 27), a Agenda Brasil + Sustentável. O documento consolida mais de 800 ações governamentais realizadas no Brasil, nos últimos quatro anos. Tais ações devem estar alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, além de objetivar a erradicação da pobreza e a proteção do meio ambiente e do clima.

O anúncio do lançamento da Agenda Brasil + Sustentável foi feito nesta quinta-feira (10.11), durante um painel realizado no estande do Brasil na COP 27. Participaram do evento, como palestrantes, o Secretário Especial de Articulação Social da Secretaria de Governo, Marcos de Araújo; a coordenadora-geral de Articulação com Organismos Internacionais da Secretaria de Governo, Gabriela Honnicke Antunes; e a assistente de Relações Internacionais da Itaipu Binacional, Ligia Leite Soares.

“A Agenda Brasil + Sustentável consolida todas as ações que o Governo Federal tem realizado. São mais de 800 ações que têm uma pertinência com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Trata-se de uma estratégia de comunicação que traz o que o Brasil está fazendo na linguagem dos ODS”, explica o secretário Marcos de Araújo.

Gabriela Antunes, que coordenou a produção da Agenda Brasil + Sustentável, explica que mais de 50 órgãos do Governo Federal, além de todos os Ministérios, participaram da consolidação do documento.

“Nós estabelecemos alguns critérios para que essas metas fossem priorizadas e para que os Ministérios pudessem nos enviar essas iniciativas e identificar quais estão relacionadas a quais objetivos e metas. A Agenda Brasil + Sustentável é fruto de um trabalho colaborativo de todo o Governo Federal. É um retrato das ações de governo para a sustentabilidade”, detalha Gabriela Antunes.

Durante o painel, Ligia Leite Soares, representante da Itaipu Binacional, relatou casos de sucesso da promovidos pela hidrelétrica, como o plantio de 25 milhões de mudas de árvores.

“A Itaipu é referência nessa geração de energia limpa. O Brasil é um dos países com mais destaque nessa transição energética e a Itaipu contribui não só com a ação climática na geração de energia, mas com o fornecimento de serviços e soluções baseadas na natureza, com um trabalho alinhado com as metas dos objetivos de desenvolvimento sustentável”, ressalta Ligia Soares.

Desde que abriu suas portas no primeiro dia da 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima no Egito, o estande brasileiro tem recebido visitantes de diversos países.

Já passaram pela casa do Brasil em Sharm El-Sheik representantes de diversas delegações estrangeiras, como Estados Unidos, México, Egito, Suécia, Coreia do Sul, Colômbia, Alemanha, Escócia, Omã, Japão, Canadá, Marrocos, Uganda, República Democrática do Congo, Paraguai, Reino Unido, China, Portugal, Noruega, Moçambique, Gana, Costa Rica, Holanda, Suíça e Índia.

Além disso, o Brasil tem promovido diversos painéis em que são discutidos temas relevantes da pauta do país para a COP 27, como a geração de energia limpa, o mercado de carbono e a força da agricultura sustentável no país, entre outros.

Acompanhe todas as informações no site temático do Brasil na COP 27, clicando aqui.

 

 

 

Foto de Capa: Ruben Naftali/Secom

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,