Comissão De Cultura Da Câmara Dos Deputados Homenageia Conselho Estadual De Educação Da Bahia Pelos Seus 180 Anos

Por: joana d’arck cunha santos/[email protected]

 

Os 180 anos do Conselho Estadual de Educação da Bahia foram comemorados também em Brasília, na Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados, em reunião especial realizada nesta quarta-feira (13). O evento soma-se a uma extensa agenda para marcar o aniversário de criação deste que é o primeiro conselho de educação do Brasil e da Bahia, em 25 de maio de 1842, pelo imperador D. Pedro II, que ao longo da história teve entre seus membros ilustres baianos do cenário nacional, como o jurista Rui Barbosa, e os educadores Anísio Teixeira e Teodoro Sampaio.

A reunião especial comemorativa foi aberta pela presidente da comissão, deputada Rosa Neida (PT-MT) e conduzida pelo deputado  Waldenor Pereira (PT-BA), autor da proposta da homenagem. Participaram da Mesa o presidente do Conselho Estadual de Educação da Bahia, Paulo Gabriel, o vice-presidente, Roberto Gondim, e a decana e presidente da Agenda Comemorativa dos 180 anos, professora Ester Figueiredo.

Ex-reitor da Universidade Federal do Recôncavo, Paulo Gabriel falou da importância do estado, da família e da sociedade na definição da educação, cujo lugar de representação está nos conselhos de educação e lembrou rapidamente a trajetória do conselho baiano e dos seus membros mais ilustres. “Por isso, é motivo de orgulho sim, que a Bahia tenha inaugurado essa forma de pensar coletivamente a educação para além do prédio da escola”.

A conjuntura atual foi destacada pelo vice-presidente do conselho, Roberto Gondim, que também foi professor da Universidade Estadual do Sudoeste (UESB) e secretário municipal de educação do município de Jequié. “Esta homenagem é um ato de resistência neste momento em que a nação vive uma descoordenação em termos de pensar a educação brasileira”.

A conselheira Ester Figueiredo, ex-secretária de educação do município de Vitória da Conquista, representou também os membros da comissão da agenda comemorativa dos 180 anos, quando destacou o encontro intergeracional provocado na programação, que rememora o legado dos que se foram, mobiliza os agentes do momento presente e vislumbra um futuro para a educação. Assim que a agenda iniciada em 25 de maio passado, com o lançamento do selo comemorativo, seguido de celebração nos dia 30, no Teatro Castro Alves, em Salvador, constará ainda de premiações, eventos festivos e de produção de conhecimento e cultural.

Foto da capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,