Como escolher tipo correto de protetor solar? Dermatologista explica

Por: MF Press Global

As temperaturas já anunciam: o verão está chegando. Um dos itens indispensáveis para o cuidado com a pele não só no verão, mas o ano todo, é o protetor solar. No entanto, muita gente tem dúvida no momento de escolher qual o produto ideal para o seu tipo de pele.

Os protetores solares (ou filtros solares) são agentes químicos de uso tópico capazes de dificultar que a radiação UV atinja e danifique a nossa pele. Qualquer tipo de exposição ao sol requer o uso de filtro solar, que precisa ser aplicado diariamente, inclusive quando o clima está frio, nublado ou chuvoso. Mesmo nessas circunstâncias, 80% dos raios solares conseguem ultrapassar as nuvens e atingir a superfície.

De acordo com a médica dermatologista Clessya Rocha, o protetor solar para adultos e crianças deve possuir FPS acima de 30, mas a “regra” muda de acordo com a pele de cada paciente. Apresentados em diferentes formas – gel, loção ou spray –, os filtros são produzidos com substâncias que protegem a pele ao absorver, refletir ou dispersar a radiação UV, minimizando seus efeitos.

“Caso a pessoa tenha pele clara, o fator deve ser mais alto, como 50 ou 60. O protetor solar deve ser aplicado de duas em duas horas, em caso de exposição solar, se a pessoa entrou na água ou se está suando muito”, disse.

Além disso, conforme a profissional de saúde é ideal avaliar o tipo de pele de cada pessoa: se é oleosa, mista ou seca, por exemplo.”Se é uma pele mais oleosa, o protetor deve ser livre de óleo ou em gel. Se a pele for seca, a textura do protetor pode ser mais cremosa”, afirmou.

Outro ponto muito importante é o uso de protetor com base. O pigmento tem a capacidade de refletir a luz visível que mancha e envelhece a pele principalmente quando se fala em pacientes com o temível Melasma. “Quando se trata de melasma além da radiação ultravioleta temos que nos preocupar com a luz visível que elite a luz azul capaz de estimular o melanócito a fazer mancha.”

Por fim, a médica afirmou que o filtro solar precisa ser aplicado cerca de 30 minutos antes da exposição ao sol, em todas as áreas expostas. “Ele também deve ser reaplicado a cada duas horas, ou até antes, caso se esteja na praia, na piscina ou realizando atividades que causem transpiração excessiva.” Para crianças uma boa conduta além do protetor nas áreas expostas seria o uso de roupa com proteção solar pois refletem de maneira mais eficaz a radiação solar.” finalizou.
Foto de capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,