Conheça mais sobre o que é e como funciona o leasing

Por: Bruno Costa

 

Para quem possui o objetivo de adquirir um novo imóvel é preciso estar de olho em todas as possibilidades que estão disponíveis do mercado, desde o processo de financiamento até uma prática de leasing, pois cada uma pode ter um valor especial para esse seu propósito.

O inclui também o objetivo por trás desse imóvel, como na procura por uma nova residência, para uma família que está prestes a aumentar, mas também na aquisição de um novo estabelecimento comercial, para dar início ou para expandir as ações de um projeto.

Como um salão de beleza que começou com um pequeno empreendimento, mas a partir da conquista de uma grande parcela de público se viu na necessidade de expandir o seu espaço, para dar conta de receber todos os novos clientes que procuram por tal local.

Um tipo de relação que é capaz de se expandir para os mais diversos tipos de empreendimentos, junto a outras modificações que precisam ser feitas dentro de um espaço em particular, como na manutenção pabx intelbras em cima dos telefones da empresa.

Pois quanto mais andares um negócio passar a ocupar dentro de um prédio comercial, maiores serão as responsabilidades de tal empreendimento, o que inclui a instalação de linhas de telefone e internet, a compra de mesas e o aluguel ou compra de novas salas.

Tudo a ser visto com bastante atenção por parte desse negócio, para assim garantir com que os seus resultados sejam os melhores possíveis. Pois na mesma medida em que cresce a performance de um negócio, cresce também as suas atribuições.

A ponto de fazer com que certas questões técnicas precisem ser vistas com certo ritmo, como um serviço de higienização de ar condicionado preço, que se torna necessário já que pode existir uma demanda maior de tal equipamento em espaços maiores.

Junto a tudo isso é preciso falar sobre o processo de aquisição não só de um imóvel, mas também de diferentes aplicações que podem ser usadas dentro de tal empreendimento, sendo necessário a uma empresa estudar as suas melhores estratégias nesse sentido.

E quando se fala em opções desse tipo o serviço de leasing acaba por receber uma atenção especial.

Como funciona a prática de leasing?

O leasing, popularmente sendo citado no cenário nacional como arrendamento mercantil, trata-se de uma aplicação financeira que atua diretamente com a concessão de algum tipo de produto ou serviço, junto a uma empresa que será responsável por tal processo.

Sendo o leasing um contrato no qual um cliente com uma companhia, que nessa relação recebe o título de arrendadora, adquire algo de valor que seja de interesse de um indivíduo, permitindo a ele trabalhar com um sistema de aluguel por um tempo pré-determinado.

Com o término deste contrato o arrendatário, ou seja, a pessoa que recorrer a esse serviço popularmente por instituições bancárias, pode optar por diferentes soluções a serem tomadas, o que inclui a renovação desse compromisso anteriormente firmado.

Um tipo de serviço bancário que pode ser oferecido não só para pessoas físicas, mas também para clientes de perfil jurídico, sendo um serviço que se alinha a outras possibilidades financeiras, como uma prática de adiantamento de recebiveis.

Voltando ao fim de um contrato de leasing, outras opções de destaque são a devolução do item arrendado, tendo que ser pago um valor residual que costuma ser definido já durante o estabelecimento de um contrato entre ambas as partes, assim como a aquisição de tal bem.

Uma compra que pode ser realizada tendo como base o valor praticado no mercado naquele momento ou então com o mesmo valor residual estabelecido posteriormente. Uma modalidade de aquisição que acaba sendo similar a um serviço de financiamento.

Sendo então opções a serem consideradas por quem está à procura de adquirir um imóvel próprio e está em busca de soluções que estejam alinhadas ao seu capital financeiro disponível em tal época. No entanto, o serviço de leasing costuma ser mais amplo.

Isso porque esse modelo de arrendamento pode trabalhar com propriedades diversas, entre elas:

  • Imóveis;
  • Automóveis;
  • Equipamentos industriais;
  • Ferramentas;
  • Bens diversos.

Opções que podem ser consideradas não só por clientes, mas também pelo próprio setor empresarial. Como uma empresa de urnas funerarias, que pode recorrer a tal tipo de serviço para adquirir qualquer tipo de equipamento de valor para esse negócio.

Desde o arrendamento de máquinas necessárias para essa produção em particular, até mesmo aos imóveis que servirão de base para o funcionamento das fábricas ou das lojas usadas para a comercialização de tal tipo de material.

Para além das opções que podem ser consideradas sobre os itens a participarem de um serviço de leasing, existem também os modelos relacionados a esse tipo de prática.

Tipos de estratégia de leasing

Quando se fala de uma transação baseada no conceito de leasing existem três tipos em particular a serem considerados, sendo eles um modelo de arrendamento financeiro, operacional ou de retorno, cada um lidando com suas normas particulares.

Cabendo a um negócio estudar com atenção essas opções de forma a recorrer ao sistema que seja mais benéfico ao seu empreendimento, assim como um serviço de desconto de títulos factoring, capaz de oferecer a um negócio um acesso mais rápido aos seus valores.

Leasing financeiro

O formato financeiro é o mais tradicional quando se trata da procura por tal tipo de estratégia em relação à aquisição de alguns patrimônios. Essa prática trabalha com um prazo que costuma variar entre o limite de dois a três anos.

Diante desse tempo maior os itens a serem arrendados costumam ser aqueles de maior valor, destacando assim a obtenção de um imóvel ou de um veículo. Com o fim desse período de contrato é possível adquirir esse item por um preço geralmente menor.

Sendo necessário na maioria dos casos apenas o pagamento de um valor residual, levando em conta todos os pagamentos feitos durante essa longa vigência desse negócio acordado 

entre o cliente e uma instituição financeira.

Leasing operacional

No formato operacional o tempo de contrato costuma ser muito menor, com um mínimo estabelecido em 90 dias, sendo então uma prática mais comum de ser adotada para o arrendamento de equipamentos e ferramentas, sendo direcionado mais a pessoas jurídicas.

Englobando, por exemplo, peças a serem usadas em um sistema de informática de uma empresa, como os computadores a serem usados. No leasing operacional as despesas e custos voltados a manutenção desses itens ficam por conta do arrendador.

Permitindo que o arrendatário entre em contato com a empresa para cuidar de qualquer questão associada à configuração de servidor de entrada dos computadores adquiridos dentro desse limite de tempo negociado por ambos os lados.

Uma estratégia voltada diretamente a quem pretende devolver os itens após o tempo arrendado, existe uma norma que impede com que o valor a ser pago nas prestações não ultrapasse um percentual de 90% do valor de tal patrimônio.

Leasing de retorno

No leasing de retorno, também conhecido como leaseback, existe uma intenção de alugar um item que faça parte do seu patrimônio. Uma prática mais comum de ser vista no setor empresarial, para quando uma companhia precisa ter acesso a um capital específico.

Como na necessidade de um negócio de expandir os seus serviços para o setor estrangeiro, sendo preciso contar com uma aplicação necessária para arcar com os custos de transporte aereo valor, voltados a transportar seus produtos a níveis mundiais.

Como exemplo para explicar esse leasing de retorno é possível pensar em um indivíduo que coloca à venda um dos seus imóveis para uma empresa arrendadora, fazendo um acordo direto com ela para se tornar o locador do patrimônio que antes lhe pertencia.

Nesse tipo de estratégia é comum existir o empenho em adquirir futuramente esse imóvel, recorrendo a tal prática de leasing apenas para ter acesso a um montante financeiro específico, que pode ser usado até mesmo para comprar outro imóvel ou patrimônio.

Uma prática que vem se tornando comum no mercado de finanças, sendo importante observar os seus pontos positivos e negativos.

Devo recorrer a uma prática de leasing?

A resposta depende muito das especificidades de cada indivíduo a procurar por tal serviço, pois da mesma forma em que existe uma película antivandalismo automotiva específica para cada modelo de carro, existe um formato de leasing mais adequado a um projeto.

O que pode ser medido de forma mais ampla são os prós e contras desse tipo de estratégia, o que costuma englobar a não aplicação do IOF (Imposto sobre operações financeiras), junto a possibilidade de parcelas mais baratas.

No entanto, trata-se de um modelo de transação que precisa ser visto com atenção, diante da sua complexidade, o que inclui o valor de multa para uma quebra de contrato, além de burocracia em relação a uma transferência de titularidade.

Tudo a ser considerado por quem pensa em adquirir a sua tão sonhada casa própria, além de outras opções de patrimônio.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Foto de capa: Rawpixel.com/Freepik

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,