Dicas para cortar gastos

Por: Bruno Costa

 

Pessoas e empresas sabem muito bem a importância de cortar gastos no dia a dia, isso porque na maioria das vezes os custos costumam ser maiores do que do dinheiro que se possui para pagar todas as contas no fim do mês.

Entretanto, muitas pessoas ainda ainda têm uma ideia bem equivocada no que diz respeito ao corte de gastos, pois nem sempre isso significa demitir alguém da sua empresa ou até mesmo deixar de pagar alguma conta ou comer algo que gosta.

Cortar os gastos está longe de ser uma tarefa fácil, principalmente quando não crescemos com a devida educação financeira para nos ajudar a fazer isso da maneira correta, para que não traga prejuízos para nós e nem para outras pessoas.

Assim como uma pessoa que deseja viajar procurando pelo melhor preço transporte aéreo, é necessário saber quais as melhores maneiras de cortar os gastos de maneira saudável e prática para que isso te ajude e não te atrapalhe.

Antes de qualquer coisa é importante entendermos a fundo sobre o que se trata o corte de gastos que, como dissemos anteriormente, está longe de ser algo relacionado a uma drástica atitude que traga prejuízos para alguém.

O corte de gastos nada mais é do que a exclusão de um custo que não é uma necessidade para você ou até mesmo a tentativa de diminuição do valor de algo que você precisa para todos os meses.

Jamais pense que para ter uma boa vida financeira é preciso viver em restrição, pelo contrário, o dinheiro existe como uma ferramenta que possibilita a construção de uma melhor qualidade de vida para que todos sejamos felizes e realizados.

Seja na contratação de um seguro suhai moto para você se sentir mais seguro ou até mesmo em uma faculdade para você se profissionalizar, o dinheiro move o mundo e está longe de ser algo sujo como a maioria das pessoas pensam.

O dinheiro é uma maravilha e é o que nos possibilita viver com qualidade, saúde e acessibilidade, por isso cuidar bem dele e da maneira como o gastamos faz toda a diferença em nossa vida como um todo.

Por isso, hoje você irá conhecer algumas dicas bem simples e práticas para que você aplique em sua rotina com o objetivo de cortar alguns gastos e economizar mais o seu dinheiro todos os meses.

Lembrando que as dicas são vadias tanto para pessoas que querem organizar suas vidas financeiras quanto para quem possui uma empresa e também deseja organizar com mais assertividade a área financeira da marca, uma das mais importantes.

7 dicas para diminuir seus gastos

Diminuir os gastos está longe de ser um bicho de sete cabeças como muitos pensam, basta entender a importância disso e contar com dicas práticas para que esse processo seja tranquilo para você. Por isso, confira abaixo algumas das melhore para isso:

  1. Entenda quais são suas necessidades

Vamos imaginar que o vidro do seu carro foi quebrado ou desenhado em um ato de vandalismo, sendo assim, adquirir uma boa película antivandalismo automotiva é uma necessidade para você naquele momento.

A necessidade é aquilo que precisamos urgentemente, que não há como esperar mais, como é o caso de comida ou contas mensais a pagar, são necessidades que precisam ser atendidas.

Por isso, entender quais são elas é o primeiro passo para que você pague primeiro pelas suas necessidades e deixe os seus desejos para depois, pois ninguém vive de desejos, mas de necessidades.

  1. Reduza água e energia elétrica

Não é novidade para ninguém que nos últimos tempos as contas, tanto de água quanto de energia elétrica, aumentaram drasticamente. Diversas famílias e empresas estão pagando uma verdadeira fortuna nelas.

Em alguns casos, é válido conversar com a empresa em que você trabalha para solicitar uma antecipação de recebíveis ou até mesmo procurar uma marca que te ajude com isso caso você precise dessa antecipação para pagar essas contas.

Mas trabalhar na economia desse gasto já é uma ótima ação, você pode desde fechar a torneira ao escovar os dentes ou até mesmo evitar ligar a luz durante o dia em um lugar que já é bem iluminado. Atitudes simples como essas já fazem toda a diferença.

  1. Evite usar muito o cartão de crédito

Dizem que o cartão de crédito é o melhor amigo do brasileiro, mas pode se tornar o maior inimigo também, afinal de contas, ele é um dos principais causadores de dívidas e acúmulo de juros para que as pessoas tenham que pagar aos bancos.

Sendo assim, o mais recomendado para quem deseja cortar gastos é evitar ao máximo o uso do cartão de crédito para tudo, deixe-o apenas para fazer uma compra grande ou até mesmo para um caso de emergência.

Use o cartão de crédito para comprar algo quando a sua casa precisa ou até mesmo para investir em uma boa consultoria em TI para te ensinar mais sobre o assunto. Use-o para te ajudar em algo, e não para te prejudicar.

  1. Faça uma lista de tudo o que deseja ou precisa

Muitas pessoas costumam fazer listas para irmos ao supermercado fazer suas compras, e ações simples como essas são essenciais para ajudar pessoas a economizarem e não sair comprando tudo o que veem pela frente.

Isso mostra que o conceito de ter uma lista para te ajudar a comprar o que precisa é essencial no processo de corte de gastos. Sendo assim, você pode fazer desde uma lista de supermercado até mesmo uma lista com coisas que você deseja comprar.

Separe as listas pelas necessidades e pelos desejos, ou seja, aquilo que você precisa comprar naquela semana ou mês e quais os seus desejos, que se não forem atendidos naquele momento, não terá problema, como é o caso de uma viagem, celular novo, etc.

  1. Pesquise por bons preços

Vivemos na era digital, onde sabemos bem que conseguimos encontrar tudo o que precisamos e queremos através do computador ou celular, desde uma empresa de automação para ar condicionado ou até mesmo um novo emprego.

E não é diferente quando falamos da compra de algo. Na internet é possível encontrar o que desejamos e mais do que isso, é possível comparar os preços e saber qual o mais barato ou a melhor forma de pagamento para o seu caso.

Pesquisar bem os preços de algo que você deseja ou precisa pode te livrar de um grande gasto que não era necessário, por isso pesquise bem os preços, olhe diversos sites e anote tudo o que ver para realizar uma compra consciente e que caiba no seu orçamento.

  1. Organize seu salário todos os meses

Seja você um funcionário ou o dono de uma empresa, todos os meses o dinheiro entra em nossa conta, e a primeira coisa a se fazer é organizá-lo e saber para onde cada porcentagem de dinheiro vai.

Uma pessoa pode separar o seu salário apenas para comida, como um delicioso macarrão tipo talharim e carne e uma outra parte para as contas do mês e uma outra parte para investimentos ou construção de uma reserva de emergência.

Organizar para onde vai cada parte do seu dinheiro também é extremamente importante para que você consiga ver como o seu dinheiro rende e o tanto que ele te ajuda a viver com qualidade e tranquilidade.

  1. Tenha uma reserva de emergência

Uma reserva de emergência é uma espécie de valor que você guarda para te auxiliar caso algo inesperado ou grave aconteça com você a ponto de te fazer parar de trabalhar e, consequentemente, ganhar dinheiro. Como:

  • Acidentes;
  • Problemas de saúde;
  • Demissão;
  • Afastamento;
  • Licenças. 

Não é à toa que até uma empresa de manutenção de aparelho telefonico ip possui sua reserva de emergência, que é o equivalente a 6 meses de gasto que você possui, seguindo o mesmo estilo de vida que tem hoje.

Por exemplo, se para sobreviver você gasta R$ 1 mil todo mês, sua reserva de emergência precisa ser de, no mínimo, R$ 6 mil, que é o equivalente ao seu gasto durante seis meses, então nesse tempo você poderá ficar tranquilo, pois sua reserva irá te ajudar.

Dicas simples como essas já fazem toda a diferença na rotina de quem deseja ter mais organização financeira e usar o seu dinheiro com mais consciência, economizando para gastar com outras coisas a longo prazo.

Considerações finais 

Cuidar do dinheiro é um grande desafio, mas mesmo não tendo profissionais para nos ensinar sobre isso nas escolas, na internet você encontra conteúdos valiosos como esse para te ajudar a cuidar das suas finanças com mais assertividade.

Dessa maneira você conseguirá cortar gastos de maneira saudável, sem que isso prejudique sua vida ou sua empresa, mas traga benefícios e mais consciência quanto a maneira que você gasta seu dinheiro.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Foto de capa: Pressfoto/Freepik

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,