Coronavírus: Profissionais de saúde em residência vão reforçar combate à doença

O combate ao Coronavírus (COVID-19) vai ser reforçado no Brasil. A partir desta segunda-feira (30), o Ministério da Saúde pagará um adicional de 20% na bolsa dos profissionais de saúde residentes, como uma bonificação, de reconhecimento pelo trabalho prestado e incentivo ao enfrentamento da epidemia provocada pelo coronavírus no país.

 

Por

 

O combate ao Coronavírus (COVID-19) vai ser reforçado no Brasil. A partir desta segunda-feira (30), o Ministério da Saúde pagará um adicional de 20% na bolsa dos profissionais de saúde residentes, como uma bonificação, de reconhecimento pelo trabalho prestado e incentivo ao enfrentamento da epidemia provocada pelo coronavírus no país. O valor adicional de R$ 667 será pago diretamente aos profissionais de todas as áreas de saúde como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos, terapeutas ocupacionais e psicólogos. Os residentes fazem parte de Programas de Residência Médica e Residência em Área Profissional da Saúde e vão ampliar a assistência à população no sistema público. Além disso, vão ajudar a reduzir o tempo de espera nos atendimentos de usuários do SUS com condições de alto risco em unidades de pronto atendimento e emergências hospitalares nos casos de infecção humana pelo coronavírus. A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, explica que esses profissionais são muito importantes nesse momento.

“Nós entendemos que eles têm agora, no enfrentamento do coronavírus, um papel muito relevante porque eles estão se especializando, eles trabalham em áreas estratégicas, é um corpo que já foi treinado, que já é graduado. E a partir do momento em que nós passamos por uma epidemia, é um grupo que precisa ser estimulado, recrutado cada vez mais para que possam, conosco, adotar os protocolos de todos os serviços por onde eles se encontram atuando”.

A Portaria Nº 580, publicada no Diário Oficial desta segunda-feira, aplica-se aos profissionais de saúde que estejam cursando os programas de residência financiados pelo Ministério da Saúde; por outros órgãos ou entidades públicas federais, estaduais, distritais ou municipais; ou por entidades sem fins lucrativos. Essa iniciativa faz parte de uma série de medidas que estão sendo feitas pelo Ministério da Saúde, no âmbito da ação “O Brasil Conta Comigo”, para ampliar a força de trabalho no SUS, fortalecendo os profissionais que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, assim como garantir a melhor assistência à população brasileira durante a pandemia.

 

Foto de Capa: Divulgação/ Agência do Rádio Mais.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,