E-Agro Bahia faz sucesso entre os empresários e movimenta setor agrícola do Estado em busca de inovações

Foto: Unsplash.

 

 

No final de 2019, uma parceria entre a Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (Faeb) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) resultou na 1ª edição da e-Agro Bahia, que foi um encontro realizado no Parque de Exposições de Vitória da Conquista. O programa contou com diversas palestras, workshops e outros eventos que discutiram o futuro do agronegócio com as novas tecnologias. O sucesso do programa foi suficiente para confirmar uma segunda edição neste ano.

Diferente do ano passado, a e-Agro Bahia 2020 foi programada para acontecer totalmente online. Os organizadores trocaram o espaço físico por uma plataforma digital que é simples o suficiente para garantir que não ocorra nenhum problema durante a programação. O evento chamou a atenção de diversos convidados, principalmente empresários nacionais e internacionais de todas as áreas do agronegócio. O Governo Federal e diferentes órgãos públicos baianos também confirmaram presença na feira digital.

Além das palestras e painéis de discussão sobre o futuro do agro, principalmente no sudoeste baiano, o evento também vai contar com algumas novidades. Serão realizados leilões em tempo real, exposição de startups que buscam inovar o setor e até mesmo apresentações voltadas para o setor de gastronomia. A e-Agro Bahia acontece entre os dias 25 e 27 de novembro, e será totalmente gratuita.

O agronegócio se transformou em um dos setores mais abertos para a chegada de novas tecnologias, pois essas inovações costumam ter um resultado positivo na vida dos trabalhadores. No início de novembro, por exemplo, a Agência Nacional de Águas (ANA) lançou um aplicativo que permite qualquer pessoa acessar dados de volumes de água em qualquer região. Apesar de parecer algo simples, a ferramenta pode ser usada por produtores e pessoas que trabalham com agricultura.

Green Friday

Entretanto, foi algo diferente que chamou atenção no programa de 2020 da e-Agro Bahia. Os organizadores planejaram algumas promoções inspiradas na Black Friday. Esse é o nome dado para a última sexta-feira de novembro, quando os comércios de diferentes lugares do mundo realizam ofertas e descontos acima da média. No evento baiano, ele será chamado de Green Friday, e promete realizar promoções na venda de insumos, equipamentos e até mesmo softwares de gestão de dados para produtores do agronegócio.

Os organizadores acreditam que a feira digital pode ser uma boa oportunidade para mostrar toda a força do marketing digital, que parece não ser muito discutido no campo do agronegócio. As ofertas da Green Friday estarão disponíveis durante 8 horas no evento, e promete chamar a atenção de produtores e empresários que ainda não conhecem os benefícios do uso de ferramentas digitais para a compra ou venda de produtos.

Esse marketing digital é algo amplamente usado por empresas de todos os setores, e que tem como característica a adaptação da propaganda dependendo do produto a ser comercializado. Por exemplo, os e-commerces mais populares de roupas masculinas e femininas costumam utilizar perfis em redes sociais para conseguir mais engajamento e alcance da marca. Já no universo dos jogos online, as principais plataformas de cassino costumam oferecer bônus sem depósito para novos usuários. É uma forma de apresentar os jogos para novos clientes. Também é possível fazer algo mais tradicional, onde a empresa pode produzir uma propaganda tradicional de TV e colocar em alguns dos sites para compartilhamento de vídeos que existem na internet.

Assim, podemos perceber que as ferramentas digitais podem ajudar em diferentes áreas do agronegócio, que vão desde produtores rurais até vendedores de insumos. Os organizadores parecem saber bem disso, e a ideia é excelente para um setor que chamou a atenção de todos em 2020.

Crescimento do agro

Segundo dados divulgados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), o crescimento do agronegócio na Bahia está fazendo o setor ser a peça mais importante da receita do estado. Atualmente, cerca de 24% do PIB baiano é faturamento da agricultura. Isso significa um crescimento de 7,5%, se comparado com o ano passado. Um número gigante e que promete continuar a crescer.

Isso faz com que a Bahia seja uma referência no Nordeste, com os melhores números de valor bruto de produção. O assunto é importante também para o sudeste do estado, que é um dos locais onde existe mais iniciativas voltadas para o agronegócio. A economia local depende de ações como essa que mostramos, e a Bahia parece atenta para conseguir aproveitar esse momento e crescer com as novas tecnologias.

A e-Agro Bahia é uma oportunidade para entender como funciona o impacto das novas tecnologias, e trazer as discussões para um evento online é significativo para um estado cada vez mais envolvido nas inovações para o agronegócio.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,