Skip to content
77 3441-7081 — [email protected]

Educação alimentar para crianças deve começar em casa e seguir na escola, avalia nutricionista

Por Jade Coelho – Bahia Notícias

A fim de combater a obesidade infantil, além de campanhas de conscientização dos pais, é preciso ensinar, desde pequenos, os brasileirinhos a comerem bem e fazerem boas escolhas alimentares. Essa é a opinião da nutricionista Thais Vieira Viana, mestre em Alimentos, Nutrição e Saúde e professora do curso de Nutrição da FTC.

Para ela, os pais devem fazer essa educação em casa, mas ela também tem que estar presente nas escolas. E o ideal seria uma disciplina no currículo das unidades de ensino. “ Mesmo que se tenha educação alimentar dentro de casa, disciplinas voltadas para nutrição para que elas sejam implantadas no currículo das escolas. Assim a alimentação saudável  seria um tema abordado desde os primeiros anos escolares”, justificou a especialista.

A profissional é contra a medida defendida durante um seminário da Organização das Nações Unidas (ONU) de aumentar o preço dos impostos sobre as refeições com excesso de açúcar, para que as pessoas “pensem duas vezes” antes de comprar o produto. Thais acredita que ensinar a população a ler os rótulos seria uma medida mais eficaz.

Durante a entrevista a nutricionista ainda falou sobre o consumo de alimentos ultraprocessados, dietas, cuidados com intoxicações alimentares com a bebida e as ceias de Natal e Ano Novo e a prática de jejum intermitente.

 

Foto capa:  (Priscila Melo / Bahia Notícias)

Jornal do Sudoeste

Categorias
Scroll To Top