Eleição para prefeito de Livramento de Nossa Senhora terá disputa acirrada, mostra levantamento

Por Redação ([email protected])

A primeira rodada da pesquisa Agência Sudoeste – Jornalismo, Assessoria E Pesquisas/Jornal do Sudoeste com a intenção de votos para prefeito EM Livramento de Nossa Senhora, mostra um cenário indefinido. A exemplo de 2016, a eleição prevista para o próximo dia 15 de novembro, apenas dois candidatos, o atual prefeito e pré-candidato à reeleição, produtor rural José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro (Rede), e o ex-prefeito, médico Carlos Roberto – Carlão – Souto Batista (PSD), tem chances de vencer a disputa. O pré-candidato do Partido dos Trabalhadores, comerciante Francisco – Chiquinho do PT – Aguiar Rocha (PT), vai para a disputa como mero participante e não teria, se a eleição fosse hoje, qualquer influência no resultado. Os dois candidatos que deverão polarizar a disputa são o atual prefeito José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro (Rede) e ex-prefeito Carlos Roberto – Carlão – Souto Batista (PSD).

Na sede municipal, onde foram ouvidos 390 eleitores cadastrados no município (48,15% do universo pesquisado), no cenário em que os entrevistadores não apresentam os nomes dos eventuais pré-candidatos, o prefeito e pré-candidato à reeleição, produtor rural José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro (Rede), somou 44,1% das intenções de voto, seguido pelo médico e ex-prefeito Carlos Roberto – Carlão – Souto Batista, pré-candidato do PSD, com 27,7% das intenções de voto. O pré-candidato do Partido dos Trabalhadores, comerciante Francisco – Chiquinho do PT – Aguiar Rocha, foi lembrado por 0,8% dos entrevistados. Também foram citados a atual vice-prefeita Joanina Batista Silva Morais Sampaio (Rede) e o ex-prefeito, médico Paulo César Cardoso de Azevedo (MDB), com 0,3% e 0,5% das intenções de voto, respectivamente. Outros 5,6% dois entrevistados disseram que não votariam em nenhum candidato. Os brancos e nulos somaram 1.0% e os indecisos (entrevistados que não souberam ou não quiseram responder) 20,0%.

Na zona rural, onde foram ouvidos 420 eleitores cadastrados no município (51,85% do universo pesquisado), o prefeito e pré-candidato à reeleição, José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro (Rede), também lidera, com uma margem menor de votos. O atual gestor foi citado por 37,9% dos entrevistados. O pré-candidato do PSD, médico e ex-prefeito Carlos Roberto – Carlão – Souto Batista, aparece com 34,5% das intenções de voto. Os médicos e ex-prefeitos Emerson José Osório Pimentel leal (PSL) e Paulo César Cardoso de Azevedo (MDB) foram citados por 0,2% cada. Os eleitores que disseram não pretender votar em nenhum candidato somaram 2,6%. Os que disseram que votariam em branco ou anulariam o voto foram 0,5% e os indecisos, eleitores que não souberam ou não quiseram responder, somaram 24,0%. O petista Francisco – Chiquinho do PT – Aguiar Rocha não foi citado na zona rural.

No computo geral, no cenário da pesquisa espontânea, quando o entrevistador não cita nenhuma opção, o prefeito e pré-candidato à reeleição José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro (Rede) aparece na liderança com 40,9% [com a margem de erro (3 pontos percentuais para mais ou para menos), teria entre 43,9% e 37,9%], e seu principal adversário na disputa, pré-candidato do PSD, ex-prefeito Carlos Roberto – Carlão – Souto Batista, aparece com 31,2% das intenções de voto [oscilando, dentro da margem de erro, entre 28,2% e 34,2%]. O pré-candidato do PT, Francisco – Chiquinho do PT – Aguiar Rocha, tem 0,4% das intenções de voto. Também foram citados os médicos e ex-prefeitos Paulo César Cardoso de Azevedo (MDB) [0,4%] e Emerson José Osório Pimentel Leal (PSL) [0,1%], e a atual vice-prefeita Joanina Batista Silva Morais Sampaio (Rede) [0,1%]. Os que disseram não votariam em nenhum candidato se as eleições fossem hoje somaram 4,1%. Outros 0,7% disseram que anulariam o voto ou votariam em branco e os indecisos, eleitores que não souberam ou não responderam, foram 22,1%.

Na abordagem estimulada, quando os entrevistadores apresentam aos entrevistados os nomes dos possíveis candidatos, o cenário não é muito diferente, embora os números sugiram um debate mais abrangente por parte dos pré-candidatos, suas legendas e apoiadores.

Nesse cenário, na sede municipal, a vantagem do prefeito e pré-candidato à reeleição José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro (Rede), apesar de número em relação ao cenário espontâneo, ainda é considerável. O atual prefeito foi citado por 48,5% dos entrevistados, contra 34,9% do seu principal oponente, ex-prefeito Carlos Roberto – Carlão – Souto Batista (PSD). O petista Francisco – Chiquinho do PT – Aguiar Rocha foi citado por 1,0% dos entrevistados. Outros 6,2% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos apontados. Os que disseram que votariam, se as eleições fossem hoje, em branco ou anulariam o voto, foram 0,8%. Os indecisos somaram 8,7%.

Na zona rural, os dois principais pré-candidatos estão tecnicamente empatados, com o ex-prefeito Carlos Roberto – Carlão – Souto Batista (PSD) à frente com 43,6% das intenções de voto, contra 42,6% do atual prefeito José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro (Rede). O petista Francisco – Chiquinho do PT – Aguiar Rocha foi citado por 1,0% dos entrevistados. Outros 2,1% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos apontados. Os que disseram que votariam, se as eleições fossem hoje, em branco ou anulariam o voto, foram 0,2%. Os indecisos somaram 10,5%.

No computo geral, no cenário estimulado, o atual prefeito e pré-candidato à reeleição José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro (Rede) somou 45,4%, contra 39,4% do médico e ex-prefeito Carlos Roberto – Carlão – Souto Batista (PSD). O petista Francisco – Chiquinho do PT – Aguiar Rocha foi citado por 1,0% dos entrevistados. Outros 4,1% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos apontados. Os que disseram que votariam, se as eleições fossem hoje, em branco ou anulariam o voto, foram 0,5%. Os indecisos somaram 9,6%.

Importante observar, um dado do cenário estimulado, que chama a atenção. Os eleitores foram questionaram se, até a data prevista para as eleições, admitiam a possibilidade de mudar o voto. A maioria (64,8%) disseram que não pretendem mudar o voto. Já 16,8% disseram que sim e outros 14,9% admitiram essa possibilidade. Os indecisos, que não souberam ou não responderam, foram 3,5%.

Esses eleitores, que disseram que poderiam trocar o voto (16,8%) ou admitiram essa possibilidade (14,9%), somados aos 9,6% que estão indecisos (disseram que não sabem ou preferiram não responder), reforçam que o cenário está aberto e que os pré-candidatos devem investir nessas faixas do eleitorado.

Em 2016 esses eleitores (infiéis e indecisos) foram determinantes para a vitória do atual prefeito e, se as eleições fossem hoje, também seriam decisivos para a definição do pleito.

Rejeição

A rejeição dos candidatos, quando se pergunta se não votaria no candidato, o petista Francisco – Chiquinho do PT – Aguiar Rocha aparece disparado na liderança com 38,6%, seguido do atual prefeito e pré-candidato da Rede à reeleição, José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro, com 15,7%, e do ex-prefeito, médico Carlos Roberto – Carlão – Souto Batista (PSD) com 11,5%. Outros 22,5% disseram que não rejeitavam nenhum dos pré-candidatos apontados. Não votaria em nenhum 6,9%. Não souberam ou não responderam foram 5,1%.

 

Avaliação da gestão José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro

O levantamento também pediu aos eleitores uma opinião sobre a gestão do prefeito José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro (Rede), eleito para prefeito em 2016 com 14.270 votos (55,31%) dos votos válidos). Os números mostram que a maioria entrevistada (47,0%) julga como ótima (15,8%) ou boa (31,2%) a passagem do produtor rural José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro pela Prefeitura Municipal de Livramento de Nossa Senhora. Outros 6,3% disseram que a gestão foi ruim (3,2%) ou péssima (3,1%), enquanto 36,0% disseram que a Administração José Ricardo – Ricardinho – Assunção Ribeiro (Rede) é regular. Há, ainda, 3,1% que não souberam responder.

A pesquisa

Os dados foram coletados nos dias 04, 05 e 06 de setembro, presencialmente, na sede e na zona rural. Foram 810 entrevistas. O intervalo de confiança estimado é de 90,0% – o que significa que a probabilidade de uma pesquisa ter os mesmos resultados se for aplicada com o mesmo perfil de amostra e com a mesma margem de erro é de 90%, ou seja, se ela for aplicada 100 vezes, ela dará o mesmo resultado dentro da margem de erro em 90 casos – e a margem de erro máxima estimada é de 3,0 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o no BA-00251/2020.

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias , ,