Em um mês, casos ativos de Covid-19 caem mais de 85% em Barra do Choça

Por: Ascom/PMBC

Dados da Secretaria Municipal de Saúde de Barra do Choça apontam que os casos ativos de Covid-19 tiveram redução de 85,5% na cidade, entre os dias 5 de julho e 3 de agosto.

O gráfico mostra que no início do mês de julho o número de pessoas com Covid-19 chegou a 62 casos em um dia, já nesta terça-feira (3) foram registrados 9 casos ativos em um dia.

Durante o mês de julho foi registrada apenas uma morte em decorrência da doença e a ala de isolamento do Hospital Municipal tem permanecido com um ou dois pacientes – são seis leitos de enfermaria no total – ou até mesmo nenhum, como ocorre no momento, segundo o boletim epidemiológico do dia 3 de agosto.

Para a Secretaria Municipal de Saúde, os dados refletem as ações de prevenção ao novo coronavírus: uso de máscara e álcool em gel, lavagem de mãos com água e sabão, distanciamento social e vacinação, cuja 1ª dose já chegou para 40% da população, enquanto a 2ª dose para outros 15%.

Há ainda 175 pessoas que receberam a dose da vacina da Janssen, que é dose única.

As porcentagens sobre os vacinados com a 1ª e a 2ª doses são uma relação entre o quantitativo de vacinas aplicadas e o número de habitantes de 2020 informado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2020, segundo o qual Barra do Choça tem 31.209 moradores.

 A cidade recebeu o total de 20.052 vacinas para aplicação em 2 doses e 375 vacinas para aplicação em dose única. Da Coronavac, foram 4.038 unidades da 1ª dose e 3.604 da 2ª dose. Já da AstraZeneca, o município recebeu 7.610 da 1ª dose e 2.880 da 2ª dose. Da Pfizer, recebeu 1.920 vacinas da 1ª dose.

Já foram aplicadas 17.106 doses (incluindo as 175 doses únicas da Janssen). Da 1ª dose, foram aplicadas 12.299 vacinas e da 2ª dose, 4.632.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Fabiana Rocha, disse que “essa diminuição se deve por conta da vacinação e o tempo correto de imunização, além dos cuidados pós-vacina”.

Ela também pontuou que, por decorrência da época de inverno, é comum as pessoas terem sintomas gripais, mas a maioria são negativas para Covid-19, já que muitos foram vacinados contra a gripe H1N1 e agora contra o novo coronavírus.

Também é importante destacar que é preciso se atentar às datas de vacinação na 1º e 2º dose, para uma imunização completa. Além de que é indispensável que todos possam se vacinar, não apenas contra a covid-19, mas de qualquer outra doença.

Vale frisar, que mesmo com a diminuição dos casos, as medidas de proteção devem permanecer, como o uso de máscara, higienização e evitar aglomerações. É de extrema importância que todos possam seguir essas medidas de segurança contra o vírus até o fim da pandemia e, assim, preservar a vida de todos.

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,