Escuta Protegida: Unicef levará experiência de Vitória da Conquista para outros países

Por Secom/ PMVC

 

A experiência de Vitória da Conquista na implementação da Lei de Escuta Protegida de Crianças e Adolescentes vítimas ou testemunhas de violência, pode ser utilizada como referência pelo Unicef para países lusófonos (Portugal, Guiné-Bissau, Angola, Cabo Verde, Brasil, Moçambique, Timor Leste, São Tomé e Príncipe e Guiné Equatorial). A apresentação da experiência conquistense foi feita em reunião em Brasília, ontem (27), pelo secretário municipal de Desenvolvimento Social, Michael Farias, que estava acompanhado do Procurador Geral do Município, Edvaldo Ferreira Júnior.

Paola Babos, representante adjunta do Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil, e Rosana Vega, chefe de Proteção à Criança do Unicef, se surpreenderam com os resultados obtidos, considerando a realidade nacional. Além disso, o Unicef assumiu o compromisso de apoiar a impressão do livro sobre a história de implementação da lei no município, como também, dos manuais que tratarão sobre os fluxos e protocolos para o atendimento integrado desse público.

Experiência de Conquista foi aprovada e servirá de exemplo para outros países. Foto: Divulgação.

 

Para Michael o encontro foi estratégico para aproximar a Prefeitura de Vitória da Conquista dessa importante instituição internacional, que ofertará apoio técnico e financeiro visando efetivar os novos parâmetros trazidos pele Lei de Escuta Protegida. “Isso demonstra também que a gestão municipal está no caminho certo, que prioriza a infância e adolescência” destacou Michael.

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,