Governo Federal entrega 956 casas a famílias de baixa renda

Ao todo, cerca de R$ 78 milhões foram investidos nos empreendimentos entregues em Palmas (TO), Praia Grande (SP) e Teotônio Vilela (AL)

Por: Luciana Bueno/Brasil61

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) realizou o sonho da casa própria de 956 famílias de baixa renda pelo Brasil. Ao todo, cerca de R$ 78 milhões foram investidos nos empreendimentos entregues em Palmas (TO), Praia Grande (SP) e Teotônio Vilela (AL). Juntas, as moradias vão beneficiar quase 4 mil pessoas.

“O nosso ministério, sobretudo, tem a missão de diminuir desigualdades regionais. Nós colocamos a nossa doação a favor dos brasileiros que mais precisam da ação do governo. Em junho, este governo comemorou um milhão de moradias entregues à população brasileira, mesmo com todas as dificuldades, e vamos fazer ainda mais”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Em Palmas, 500 casas foram entregues aos novos moradores do Residencial Jardim Vitória II. O empreendimento recebeu R$ 40 milhões em investimentos do MDR, dos quais R$ 39,4 milhões foram repassados desde 2019.

O supervisor de equipe Fernando de Paula Santana foi um dos beneficiados com a nova moradia. “Muitas pessoas pensam que é impossível, mas a gente que acredita e sonha sabe que um dia acontece. Hoje aconteceu a realização de um sonho. Recebemos a chave da nossa casa e fechamos um ciclo de vida de dificuldades”, comemorou.

Em Teotônio Vilela (AL), 200 famílias receberam as chaves dos módulos I e II do Residencial Dr. Marcelo Vilela (foto à esquerda), que contaram com investimento de R$ 13,6 milhões. A cerimônia contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro.

Uma das beneficiadas foi a dona de casa Girlene Amorim. “Meu sonho era ter um lar, ainda mais com uma filha pequena de dois anos. Agora não terei mais preocupações de pagar aluguel e amanhã mesmo já posso abrir a porta e falar que esta casa é minha e da minha filha”, comemorou.

Já em Praia Grande (SP), outras 256 famílias tiveram acesso às moradias das etapas V e VI do Conjunto Habitacional Jardim Imperador. O investimento federal foi de R$ 24,3 milhões, com contrapartida de R$ 7,7 milhões do governo estadual e terreno doado pela prefeitura municipal.

José Teixeira Rodrigues, 56 anos, foi um dos que receberam a chave da casa própria na cidade paulista. Ele vai morar com a mulher, Ângela, e os dois filhos, Gael e Davi Lucas. “Hoje chegou o dia mais feliz da minha vida. Eu vim de uma família sofrida, trabalhava na roça e ter uma casa bonita com esta, ver meus filhos crescerem numa moradia assim, é muita emoção”, comemorou.

Todos os residenciais entregues contam com infraestrutura completa de água, esgoto, energia elétrica, pavimentação, iluminação pública e drenagem.

Casa Verde e Amarela

Empenhado em reduzir o déficit habitacional, o Governo Federal retomou obras, ampliou o programa nacional de Habitação – o Casa Verde e Amarela – e rompeu, em junho deste ano, a barreira de 1 milhão de unidades entregues à população desde 2019.

O Programa Casa Verde e Amarela, que completou um ano em 25 de agosto, avançou no combate ao déficit habitacional por atuar em diversas frentes. Além da produção de casas e apartamentos, também inclui regularização fundiária, melhoria de residências e há outras ações em estudo, como a locação social.

 

 

 

Foto de Capa:  Governo Federal

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,