Skip to content
77 3441-7081 — [email protected]

Guanambi, Caetité e municípios da região receberão 346 cisternas em comunidades quilombolas

Por  Ascom SJDHDS

 

Num investimento de aproximadamente R$ 5 milhões, o Programa de Cisternas, executado pelo Governo da Bahia e Ministério da Cidadania, vai beneficiar comunidades quilombolas de 18 municípios baianos. De um total de 1.381 cisternas, 346 serão instaladas na Microrregião de Guanambi. A ação é da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) e da Secretaria Nacional de Políticas da Igualdade Racial.

Os municípios que vão receber as cisternas são Caetité, Guanambi, Lagoa Real, Palmas de Monte Alto e Riacho de Santana. Essa será a primeira vez que comunidades quilombolas vão receber o Programa, com recursos específicos da Secretaria Especial da Igualdade Racial (SEPIR).  A  iniciativa visa garantir água de qualidade e própria para o consumo humano para quem sofre com a escassez das chuvas. Cada cisterna tem capacidade para armazenar até 16 mil litros de água.

“Isso é a garantia de direitos, a partir do momento em que as comunidades quilombolas passaram a ter visibilidade. Esse trabalho visa a melhoria da qualidade de vida das pessoas, além de assegurar a segurança hídrica, que é um direito Constitucional do brasileiro”, disse Rose Pondé, superintendente de Segurança Alimentar e Nutricional da SJDHDS.

As famílias beneficiadas são residentes das comunidades quilombolas e vão ser certificadas pela Fundação Palmares. Entre os critérios para receber as cisternas estão: ser atingidas pela seca ou falta regular de água; e estar enquadrados nos critérios de elegibilidade do Programa Bolsa Família.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,
Scroll To Top