Juros do financiamento imobiliário da Caixa deve reduzir nos próximos meses

Por: Fabiano de Abreu 

Na última quinta-feira (16), a Caixa Econômica Federal anunciou que, nos próximos meses, vai reduzir as taxas de juros do crédito imobiliário. Com a mudança, os consumidores terão acesso a taxas a partir de 2,95% ao ano, que, somadas à remuneração da poupança, mostram uma queda de 0,4 ponto percentual.

De acordo com Rafael Scodelario, especialista do mercado imobiliário e dono da Escodelar Inteligência Imobiliária, o movimento da Caixa diverge do que está acontecendo com a taxa Selic, a taxa básica de juros do Brasil.

“Nos últimos meses, o Copom (Comitê de Política Monetária), do Banco Central, tem aumentado a taxa Selic em uma tentativa de controlar a inflação. Com a taxa básica de juros mais alta, a tendência é que as taxas praticadas nos financiamentos imobiliários também aumentem, o que não vai de encontro ao anúncio feito pela Caixa”, explica.

Segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa, os clientes do banco poderão realizar as simulações de acordo com as novas taxas a partir do dia 4 de outubro. As contratações, por sua vez, estarão disponíveis a partir do dia 18 do mesmo mês.

Apesar da relevância do anúncio, Scodelario ressalta que a redução das taxas de juros acontece em uma modalidade específica do financiamento habitacional.

“A diminuição de juros vai ocorrer somente no crédito Poupança Caixa. O banco, por sua vez, oferece, no total, quatro modalidades diferentes: o crédito Poupança Caixa, o crédito com taxa fixa de juros, o crédito com correção pela TR (Taxa Referencial) e o financiamento corrigido pela inflação, que é ajustado de acordo com o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo)”, aponta.

Em nota à imprensa, a Caixa explica que, com a redução das taxas de juros na modalidade de crédito Poupança Caixa, vai oferecer melhores condições de financiamento imobiliário aos seus clientes.

“A redução de juros será uma oportunidade para aqueles que desejam comprar o imóvel próprio em um contexto de alta da Selic. Contudo, para isso, é necessário se informar sobre a modalidade específica de crédito e sobre suas condições”, finaliza Scodelario.

______________________________________________________________

Rafael Scodelario é corretor de imóveis de luxo e empresário no ramo imobiliário. Dono da Escodelar Inteligência Imobiliária, com sede em São Paulo e na Flórida, tem quase 50 corretores associados e uma carteira com mais de 6 mil imóveis à venda e para locação.

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,