77 3441-7081 — [email protected]

Marcha para Jesus encerra celebrações do Aniversário da Cidade

Por Secom PMVC

 

A neblina e o chuvisco não impediram que evangélicos de várias denominações se unissem para proclamar a Jesus Cristo, se confraternizar e orar por Vitória da Conquista que, nessa sexta-feira (09), celebrou 178 anos de emancipação política. A Marcha para Jesus durou mais de dez horas, entre seu início na Praça Vítor Brito (conhecida como Praça da Bíblia) com a Marchinha para Jesus, a caminhada por ruas e avenidas da cidade e o encerramento no Centro Glauber Rocha – Educação e Cultura.

A Marcha para Jesus integra a Semana da Cultura Evangélica (SCE), que está em sua 14ª edição e é realizada pela Associação Evangélica Conquistense (Assecon) com o apoio da Prefeitura Municipal.

Unidade – esse foi o tema da Semana deste ano. “Nós acreditamos muito no poder da unidade e por isso essa edição leva esse nome. Hoje, como sempre, Deus tem sido fiel. A igreja saiu das quatro paredes e veio comemorar o aniversário da cidade, abençoando ela com louvores, palavra e momentos de oração pela nossa tão querida Vitória da Conquista. Agradecemos o apoio da Prefeitura para este evento que tem sido benção para o município”, declarou o organizador da SCE, pr. Orlando Filho.

No Centro Glauber Rocha, a multidão pode celebrar com as apresentações de Henrique Bruno, Ministério Avivah e Marquinhos Gomes. Antes de fazer sua primeira apresentação na cidade, o Ministério Avivah, de Florianópolis, falou da satisfação em conhecer Vitória da Conquista: “Pra gente é uma alegria demais. A gente se sente muito honrado de poder estar ministrando no aniversário da cidade. Uma festa de aniversário que tem um momento pra Deus é uma importância tremenda”, disse o vocalista Thiago. “Pois trazemos uma mensagem que traz vida para as pessoas que estão aqui e para a cidade”, completou Gustavo.

A vocalista Fernanda Madaloni também falou sobre o evento e o seu tema: “Nós somos uma família e o segredo é entender isso e, como família, relevamos algumas coisas, pois temos o propósito de estarmos juntos. Por sermos uma banda de igreja, aprendemos a pensar nas pessoas. Quando o povo se reunir para profetizar que o senhor daquela cidade é o Senhor Jesus Cristo é algo sobrenatural. Fazer parte disso é uma honra e uma alegria de estar com esse povo baiano, de quem somos fãs”.

Quem ama a Joia do Sertão baiano é Sônia de Souza. Ela é natural de Rio de Contas, mas mora há 45 anos em Conquista. “Eu me considero conquistense e, nos seus 178 anos, eu desejo que Vitória da Conquista seja uma cidade de paz”, disse a senhora, acompanhada de seus netos. Sobre a marcha, ela afirma: “Eu venho sempre porque eu me sinto bem. Quando a gente vem no mover desse, a gente chega em casa toda renovada”.

Dorisvaldo Novais foi à Marcha para Jesus pela primeira vez e avaliou o evento: “Eu achei muito bom. Fiz muitos amigos, é um momento de comunhão com os irmãos. Quem vem para Marcha vem para adorar a Deus e estar em comunhão, independente da religião”. Ele finalizou deixando mensagens bíblicas para a aniversariante: “Crê no Senhor de todo seu coração, que busque o Senhor em quanto se pode achar e invocar o seu nome enquanto está perto. Se a igreja se unir e orar a Deus, eu creio que o Senhor estará atento à Vitória da Conquista”.

A Semana começou na quinta-feira (01) com dois eventos já tradicionais na cidade: a Casa do Julgamento e o Jardim Secreto. Termina neste sábado (10) com o Fórum “Cidade Unida”. Na quinta-feira (08), também no Centro Glauber Rocha, houve a Noite de Adoração & Teatro com a participação do Discopraise, outro destaque no meio gospel.

Jornal do Sudoeste

Categorias