MDR reconhece situação de emergência em mais 31 municípios atingidos pela estiagem

Com a portaria publicada nesta quinta-feira, 283 cidades do Rio Grande do Sul já obtiveram o reconhecimento federal por esse motivo

Por: Imprensa MDR

Brasília (DF), 03/02/2022 — O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), reconheceu situação de emergência em mais 31 municípios brasileiros que enfrentam o período de estiagem. A maioria deles (26) está no Sul do País. A portaria com os reconhecimentos foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (3).

Santa Catarina foi o estado da Região Sul com o maior número de reconhecimentos. Entraram em situação de emergência as cidades de Concórdia, Cunhataí, Descanso, Jardinópolis, Maravilha, Monte Carlo, Nova Itaberaba, Planalto Alegre, Riqueza, Santa Terezinha do Progresso e São Miguel da Boa Vista.

Em seguida, vem o Paraná, com mais nove cidades em situação de emergência: Barracão, Cruzeiro do Iguaçu, Manoel Ribas, Marquinho, Pranchita, Querência do Norte, Roncador, São José do Triunfo e Umuarama.

Já no Rio Grande do Sul, mais seis cidades receberam o reconhecimento federal nesta quinta-feira: Almirante Tamandaré do Sul, Áurea, Campo Novo, Caxias do Sul, Santa Cruz do Sul e São José do Inhacorá. Com isso, o estado passa a contar com 283 municípios em situação de emergência devido à estiagem. Veja neste link a lista completa.

Outros reconhecimentos

As cidades de Campo Formoso e Monte Santo, na Bahia, Salitre, no Ceará, Paulistana, no Piauí, e Almirante Afonso, no Rio Grande do Norte, também enfrentam a estiagem e obtiveram o reconhecimento federal nesta quinta-feira.

Ainda no Rio Grande do Norte, o município de Rafael Godeiro recebeu o reconhecimento federal em decorrência da seca, que é uma ausência de chuvas mais longa do que a estiagem.

Como solicitar recursos ao MDR

Após a concessão do status de situação de emergência pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres podem solicitar recursos do MDR para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

 

 

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

 

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,