Municípios em SP e BA aderem ao projeto Famílias Fortes

Com a entrada de Guararapes (SP) e Itamaraju (BA) são 30 cidades onde o projeto será implantado. Mais de R$ 1,3 milhão já foram investidos

 

Por Ascom/MMFDH

 

Mais dois municípios são contemplados pelo projeto Famílias Fortes, Itamaraju (BA) e Guararapes (SP). Os Acordos de Cooperação Técnica foram assinados entre as prefeituras e a Secretaria Nacional da Família, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (SNF/MMFDH), e publicados no Diário Oficial da União (DOU) na quarta-feira (06).

Com essas adesões, o Famílias Fortes está previsto para começar em 30 municípios brasileiros, onde serão capacitados cerca de 400 facilitadores e mais de 7.600 famílias.

Já foram investidos mais de R$ 1,3 milhão no Famílias Fortes por meio de parcerias com o Instituto Federal do Acre (IFAC), Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS), organizações da sociedade civil e por meio do desenvolvimento de cursos de Ensino à Distância (EAD) do projeto.

A iniciativa tem como objetivo o fortalecimento dos vínculos familiares e o desenvolvimento de habilidades sociais, promovendo o bem-estar dos membros das famílias com crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. Dessa forma, a pasta quer prevenir problemas como uso e abuso de drogas, violência intrafamiliar, criminalidade juvenil, evasão escolar e agressividade.

“O papel do Estado é investir em ações para consolidar o apoio ao alicerce da sociedade, representado pela família. Esse trabalho preventivo de combate às drogas, além da erradicação da pobreza e da miséria social, representa o nosso olhar para as famílias, visando à felicidade”, afirma Angela Gandra, titular da SNF.

Os municípios que aderiam à iniciativa são: Rifaina (SP), Cravinhos (SP), São José dos Campos (SP), Guararapes (SP), Leme (SP), Nazaré Paulista (SP), Juquiá (SP), Campinas (SP), Machacalis (MG), Nanuque (MG), Lagoa Grande (PE), Currais Novos (RN), Santa Cruz (RN), Baraúna (RN), Mirador (MA), São Mateus (MA), Nova Iguaçu (RJ), Palmas (PR), São José dos Pinhais (PR), Balneário Camboriú (SC), Lages (SC), Rio de Janeiro (RJ), São Gabriel d’Oeste (MS), Dourados (MS), Itamaraju (BA), Cruzeiro do Sul (AC), Sena Madureira (AC), Tarauacá (AC), Xapuri (AC) e Rio Branco (AC).

O Famílias Fortes tem previsão para iniciar as atividades a partir de março deste ano. Acesse a página do programa no site do MMFDH. Saiba mais.

 

Foto de Capa: Divulgação.

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,