O analfabetismo político está criando novas palavras na Língua Portuguesa

A imbecilidade e a ignorância política tomaram conta de vez de Brasília. Não bastasse alguns deputados acreditando que vão manter seus medíocres mandatos apenas falando mal do lulismo, ainda aparece mais uma nova imbecilidade, que ultrapassa os limites da tolerância da inteligência dos outros.

Um tal de Heitor Freire, deputado aliado de Bolsonaro e do mesmo partido, no auge da imbecilidade humana propôs ao Presidente a criação da Secretaria Especial de Desesquerdização da Administração Pública. Confesso que nunca tinha visto tanto analfabetismo político num lugar só!

Uma proposta dessa natureza não pode considerada coisa de gente que compreende a política e como ela funciona. Também não parece uma piada dessas que são construídas por políticos que exercem mandatos de forma folclórica. Somente podemos compreender como resultado de ignorância e imbecilidade. Não existem outras palavras.

Curioso, procurei ver o significado da palavra desesquerdização, principalmente com esse sentido de que a Administração Pública está infestada de gente de esquerda, e não encontrei nada sobre o assunto nem mesmo no Priberam. Isso não é motivo de risada, isso é analfabetismo político mesmo, no sentido mais literal, aquele de que falava Bertolt Brecht! Isso é perigoso!

(Facebook: Vozes Feirenses)

Genaldo de Melo

Genaldo de Melo

Genaldo de Melo, 43 anos, sergipano radicado em Feira de Santana - Bahia. Gestor social e articulista. Desenvolve consultoria em elaboração de projetos sociais
Categorias