Pequenos produtores rurais decidem não participar de Edital da CAR

Por GISELE COSTA

 

Representantes de cerca de 42 Associações de pequenos Produtores Rurais vinculadas à Federação de Associações do Estado da Bahia (Faesbah) reunidos na manhã do último dia 15, no Salão Paroquial, em Riacho de Santana, deliberaram por unanimidade por desconhecer a convocação feita pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural da Bahia, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), para participar do Edital de Seleção de Subprojetos Sócio Ambientais e para Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, por meio do chamamento público. O Governo do Estado, segundo o Edital, pretende disponibilizar investimentos da ordem de R$ 22,5 milhões destinados a conservação e uso sustentável da biodiversidade. Com a decisão, os associados da Faesbah não participarão da Oficina Territorial de Divulgação que será realizada na tarde desta terça-feira (18), no Teatro Municipal Ivonildes de Melo, em Bom Jesus da Lapa.

A decisão reflete o sentimento de descrédito dos pequenos agricultores de Riacho de Santana, Igaporã, Matina e Palmas de Monte Alto que fazem parte da Faesbah com ações desenvolvidas pelo Governo do Estado no âmbito da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural da Bahia. “Está caracterizado em nossa região que concorrer a Editais do Governo do Estado é apenas para ter trabalho e frustração, pois muito raramente alguma Associação da nossa região é contemplado. Dos muitos Editais lançados nos últimos anos quase ninguém foi atendido em nossa região”, justificou o Diretor de Formação Comunitária da Faesbah, José de Souza Lopes

Esse também é o sentimento da secretária da Entidade, Jeane Marques. Segundo ela, há por parte dos pequenos produtores da região muita resistência quando se fala em projetos do Governo do Estado. “Quando se fala, nas Associações, desses Editais, a repulsa é grande”, pontuou Jeane Marques.

Embora consciente da importância dos projetos desenvolvidos pelo Governo do Estado no âmbito da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural da Bahia, o presidente da Faesbah, Lucimar Almeida da Silva, admite que os produtores rurais da região estão desestimulados em relação a propostas apresentadas pelo Governo do Estado. “As recorrentes promessas não cumpridas justificam o ceticismo dos pequenos produtores rurais em relação ao Governo do Estado”, pontua. De acordo com o presidente da Faesbah, havia a expectativa de que os associados se interessassem pela proposta, o que não se confirmou. “Trouxemos essa pauta para discussão com a expectativa que houvessem interessados, mas o sentimento de descrença dos pequenos produtores rurais é unanime”, lamentou.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,