Pesquisa feita pela CNI aponta escassez de insumos e matérias-primas nacionais para 70% das indústrias

Com a desvalorização do real frente ao dólar, empresas também apontaram dificuldades para importar materiais

Por Larissa Lago – Agência Brasil 61

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou, nesta sexta-feira (9), uma pesquisa feita com 1.782 empresas que constatou a dificuldade em conseguir insumos e matérias-primas para produção nacional em mais de 70% das indústrias.

Em 2020, a expectativa dos empresários era de que as cadeias produtivas nacionais fossem normalizadas no primeiro semestre deste ano. Mas, diante das dificuldades atuais geradas pela incerteza que a economia atravessa por conta da pandemia da Covid-19, 42% dos entrevistados acreditam que a situação se normaliza até o fim de junho. Enquanto 14% apostam na normalização apenas em 2022.

Além da escassez de insumos nacionais, as matérias-primas importadas também estão em falta no mercado. Mesmo com as empresas brasileiras pagando mais caro, cerca de 65% das empresas da indústria geral estavam com dificuldades para importar produtos em fevereiro.

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,