Pix alcança 2º lugar no ranking de meios de pagamento mais usados em apps de transportes locais

Em menos de dois anos de funcionamento, o Pix superou a modalidade de cartão de débito, ficando atrás apenas do dinheiro na preferência do usuário, revela levantamento da Gaudium

Por: Ana Claudia Silva

A rápida aceitação e adesão do Pix entre os brasileiros  surpreendeu as instituições financeiras. Em menos de dois anos, esse método de pagamento se consolidou na preferência dos usuários, principalmente em apps de transportes regionais.

Segundo uma pesquisa realizada pela Gaudium, startup de tecnologia focada em mobilidade urbana e logística e dona da Machine, o Pix já é a segunda principal forma de pagamento em corridas de aplicativos de transporte e ultrapassou a quantidade de corridas realizadas no cartão de débito, que até então era o segundo colocado na preferência dos usuários.

A diferença ainda é mínima, 11,6% no Pix, contra 11,5% no cartão de débito, mas foi a primeira vez que o Pix apareceu numericamente à frente do débito em um mês inteiro. Apesar do avanço do pagamento instantâneo, o dinheiro segue sendo disparado a principal forma de pagamento em corridas de aplicativo. Aproximadamente sete a cada 10 corridas são pagas fisicamente.

Segundo o sócio-executivo da Gaudium, Bruno Muniz, o Pix conquistou espaço pela simplicidade e a praticidade para passageiros e motoristas. “O Pix oferece mais flexibilidade financeira aos passageiros. Existem menos chances dos usuários transferirem valores errados ou caírem em golpes. Para motoristas, o valor é debitado na hora e não é preciso ir pagar por taxa de maquininha”, revela o executivo.

Sobre a Gaudium

Gaudium, dona da Machine, é uma empresa de tecnologia criada em 2011 pelo cientista da computação Bruno Muniz e pelo engenheiro Ricardo Góes. Hoje, a startup é focada nos mercados de mobilidade e logística, possui o selo Great Place to Work e já participou de dois Programas de Aceleração Scale Up da Endeavor. Além da Machine, a empresa é dona do Conecta, portal de conteúdo e educação sobre mobilidade e logística, e do Mr. Frete, um site de busca por empresas de motoboy.

 

 

 

 

Foto de Capa: Reprodução internet

 

Foto de Capa:

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,