Skip to content
77 3441-7081 — [email protected]

Plano Safra ou Plano Farsa

Aquele que foi anunciado como o maior Plano Safra da história, que tanto alegrou os produtores rurais, até agora não passou de um grande e pleno engano e decepção para a atividade agropecuária brasileira.

Até o presente momento, época que os produtores contavam com esses recursos, mesmo com juros abusivos, para iniciar os preparativos para a chegada da chuva, preparando suas lavouras e pastagens, repondo seus rebanhos, os recursos anunciados pelo atual governo, não passa de uma grande farsa com propaganda enganosa.

Até o momento os bancos não sinalizaram disponibilidade de recursos, frustrando a classe produtora que sempre dependeu desses recursos para a produção de alimentos para a população brasileira.

A insensibilidade do governo com a alta dos preços dos alimentos, com a falta de produtos, como leite, feijão, milho, soja, parece que não acendeu a luz vermelha dessa classe política incompetente e negligente com o povo, com o cenário que acena próximas safras mais uma vez em queda, dessa vez muito mais crítica e de escassez, decorrente dessa falta dos recursos, da estiagem e das geadas, anunciando tendência de preços ainda maiores para os próximos meses.

Cabe agora, uma mobilização de toda população, dos produtores rurais através dos seus sindicatos, associações para denunciar essa farsa governista, que agrava o quadro econômico do país, quando num momento como esse, a produção de alimentos com fartura representa, por um lado fartura com menores preços, por outro sobras para exportação, geração de trabalho e renda.

A agricultura familiar, responsável pela produção doméstica, importante segmento para a economia do país, de grande avanço social, inserida na produção brasileira com significativa parcela de contribuição no PIB, também amarga essa decepção com a falta dos recursos anunciados com o plano safra, pois até os recursos do Pronaf também foram amarrados e ficou até então apenas nas propagandas enganosas.

Portanto, faço esse alerta para que a região Sudoeste da Bahia, das mais esquecidas tanto pelo governo estadual como pelo governo federal, lidere essa mobilização de forças representativas denunciando essa farsa denominada plano safra, de forma que a agropecuária possa ter tempo para recuperar as perdas e ampliar a produção de comida para a mesa do brasileiro.

O rebanho da região foi dizimado com a seca, a produção de mandioca, feijão, milho, também frustrada, e com a falta de apoio político e econômico, o que era ruim ficou pior, traduzido com desemprego, baixa renda, criminalidade, desesperança.

O contra senso do governo ao anunciar elevação de limites para compra de imóveis urbanos, jogando dinheiro na Caixa Econômica Federal para casa própria, é um golpe no povo, pois sem comida ninguém quer casa nova.

José Afonso Baltazar da Silveira

Professor da UESB, ex presidente da CERB, produtor rural.

Categorias
Scroll To Top