Plástico é essencial para o desenvolvimento escolar

Presente em todas as áreas da escola, o material contribui para o aprendizado de crianças e adolescentes

Por: Gabriella Balestrero

O plástico é um material presente em muitos ambientes, basta prestar atenção para se dar conta. Um deles é a escola, onde aparece em materiais escolares, carteiras e brinquedos, além de objetos de apoio, como lixeiras e itens para limpeza, por exemplo. Principalmente em colégios com público infantil, o plástico é a escolha ideal, pois cumpre com os requisitos de segurança, certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que permite o contato constante dos pequenos com esses objetos.

Segundo o Movimento Plástico Transforma, para além desse fator, o plástico é um material atóxico, fácil de limpar e muito versátil, podendo ter várias cores e formatos, contribuindo para o desenvolvimento de habilidades em todas as idades. Pelas suas características de resistência e leveza, também é ideal para brinquedos maiores, que fazem parte do parquinho, por exemplo.

Mas onde exatamente está o plástico na escola? Separamos alguns exemplos que demonstram sua utilidade dentro e fora da sala de aula.

Material escolar

Essa, talvez, seja a primeira coisa que vem à mente quando se fala de plástico na escola, pois ele está na alça da tesoura, no apontador e na régua. E também no corpo das canetinhas hidrocores, das canetas e lapiseiras, proporcionando uma pegada mais leve, que não causa tanto cansaço para escrever.

Informática

Além dos cadernos, é comum que tablets, computadores e celulares façam parte da vida do estudante atualmente. Muito além do lazer, esses dispositivos são, também, uma importante ferramenta de estudo, assumindo protagonismo durante a pandemia. Por meio deles, foi possível continuar o calendário escolar de forma remota. O plástico é parte essencial dos dispositivos eletrônicos, proporcionando leveza e durabilidade aos equipamentos.

Lancheiras

Para os pequenos, é comum que se prepare uma lancheira para a hora do recreio. Nela, um pote plástico pode comportar um sanduíche e a garrafinha plástica reutilizável preenchida com suco garante que a criança vá fazer uma refeição saudável. Para os maiores, o plástico também pode ajudar, em forma de sacos do tipo “Ziplock®”, permitindo que carreguem refeições mais leves de casa.

Parquinho

O recreio tem a hora de comer e a hora de relaxar. Para as crianças menores, isso significa que também é hora de brincar – e a área do parquinho é a preferida por elas. Brinquedos como escorregadores e casinhas feitas de plástico proporcionam mais segurança, porque são leves e duráveis, não enferrujam, e o impacto, em caso de algum acidente, é bem menor se comparado a outros materiais. A possibilidade de diversas cores e formas também torna o ambiente mais lúdico e prazeroso.

 

Material de apoio

O plástico também está presente em objetos que, à primeira vista, não parecem muito escolares, mas fundamentais para que a escola possa funcionar. É o caso de lixeiras – incluindo as feitas de plástico reciclado para a coleta seletiva -, caixas organizadoras, itens para limpeza, utensílios de cozinha, entre outros.

Independentemente da função do plástico dentro da escola, as características do material tornam o cotidiano escolar mais leve, seguro e produtivo para todos os estudantes, professores e colaboradores. E quando os objetos não forem mais reutilizados ou necessários, a partir do descarte correto, podem ser reciclados, tomando novas formas e utilidades em diversos outros locais.

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,