População bloqueia Rodovia BA-270, no trecho entre Maiquinique e o Distrito de Mangerona, em Macarani

Por Redação

 

Moradores de Maiquinique bloquearam na manhã desta segunda-feira o trecho da BA-270, que liga o município ao Distrito de Mangerona (Macarani), protestando contra as péssimas condições da estrada. Foto: Blog Sudoeste Hoje.

Manifestantes bloquearam na manhã desta segunda-feira (17), a Rodovia BA-270, no trecho entre Maiquinique e o Distrito de Mangerona (Macarani). A manifestação, que está bloqueando a pista e impede a passagem de veículos nos dois sentidos, exceção feita à ambulâncias e veículos transportando pacientes para tratamento médico em Itapetinga, está sendo motivado pelo mau estado em que se encontra a malha asfáltica da estrada.

De acordo com os manifestantes, que usam galhos de arvores para impedir a passagem de veículos, o trecho de aproximadamente 23 quilômetros já não oferece nenhuma condições de trafegabilidade e segurança, com buracos em toda a extensão da pista e o matagal tomando conta das laterais e já invadindo, em certos trechos, a pista. “A população está inconformada com o descaso do Governo do Estado com a estrada que põe em risco a vida das pessoas que são obrigadas a utilizar esse trecho diariamente”, disse um dos manifestantes, que concordou em falar ao JS desde que não tivesse a identidade revelada. Segundo ele, em abril do ano passado, o governador Rui Costa, quando inaugurou a restauração do trecho da BA-270 entre Itarantim e Maiquinique, anunciou ter autorizado as obras de reconstrução dos 23 quilômetros entre Maiquinique e Macarani (Distrito de Mangerona). Na ocasião, ressaltou, o governador disse que seriam investidos na obra R$ 16 milhões.

A manifestação é pacifica e somente veículos transportando pacientes para tratamento médico em Itapetinga estão sendo liberados para continuar viagem. Foto: Blog Sudoeste Hoje.

Em junho do ano passado, a população foi informada, continua o manifestante, que a Licitação para execução dos serviços teria sido realizada e aguardou pela realização da obra, o que até hoje não foi feito.

O movimento que começou por volta das 6 horas da manhã e, segundo os manifestantes, não tem hora para acabar, é pacífico e está sendo acompanhado por homens da Polícia Militar.

Segundo a Secretaria de Estado de Infraestrutura de Transporte, Energia e Comunicação da Bahia, os estudos técnicos para elaboração do Projeto Executivo já foram iniciados na última semana, quando um técnico da empresa vencedora da Licitação esteve na Rodovia para as primeiras medições. A expectativa do Governo do Estado é que o projeto Executivo esteja concluído até o próximo mês de março para que seja publicado o Edital de Licitação para execução das obras de restauração do trecho.

Jornal do Sudoeste

Categorias , ,