Professor pede retomada do projeto Escola Sem Partido

Na sessão ordinária desta quarta-feira, 29, o professor de geografia, Lázaro Lemos, usou a tribuna livre para solicitar à Câmara Municipal que retome o projeto de lei Escola Sem Partido, apresentando, segundo o professor, pelo antigo presidente da Casa, Gilzete Moreira. Lázaro lamentou que o projeto tenha sido arquivado pela última legislatura.

Segundo o professor, alguns dos vereadores da antiga legislatura mostraram-se avessos ao debate sobre o projetos. “Muito destes já não se encontram mais aqui, por isso peço que sejam retomados as discussões”, solicitou.

Lázaro defendeu sua solicitação explicando que o projeto Escola Sem Partido não altera as leis de fato, e sim busca um maior cumprimento da lei. “o projeto visa colocar anexo em sala de aula os deveres dos professores, em que o professor não deve se aproveitar da audiência cativa dos alunos para promover seus próprios interesses e concepções, seja religioso, político ou do que for”, esclareceu.

O professor também se dirigiu aos que são contrários ao projeto: “ A esses que rotulam o projeto de lei da mordaça, geralmente militantes contraditórios, são estes que defasam a educação brasileira”, afirmou. Para ele, é preciso fazer uma escola de estudantes e não de militantes.

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias